Simule e contrate

G1


O crime ocorreu em 15 de dezembro de 2019 na cidade de Presidente Venceslau. À época, a polícia informou que aproximadamente R$ 50 mil foram levados do caixa. Polícia de Santa Catarina faz operação contra suspeitos de participarem de um assalto a banco Polícia Civil de Joinville/Divulgação A Polícia Civil de Santa Catarina deflagrou uma operação, nesta terça-feira (15), contra suspeitos de assaltarem um caixa eletrônico em Presidente Venceslau (SP). Até as 7h, três pessoas foram presas em Joinville, no Norte catarinense. O ataque ao terminal eletrônico ocorreu em 15 de dezembro de 2019. À época, a polícia informou que aproximadamente R$ 50 mil foram levados do caixa. Segundo os agentes catarinenses, a ação desta manhã apreendeu dinheiro e um veículo de luxo. A operação é feita em conjunto com a Polícia Civil de Joinville e de São Paulo. Um cão farejador também é usado durante buscas em uma residência. A ação está em andamento. VÍDEOS: Mais assistidos da NSC TV no G1 SC Veja outras notícias do estado no G1 SC
Destaques ficam para Bauru e Lençóis Paulista, que juntas têm mais de 300 ofertas; confira também oportunidades em Ourinhos e Marília. O mercado de trabalho no centro-oeste paulista abre a semana com 412 vagas de emprego oferecidas em algumas das principais cidades da região. O Posto de Atendimento do Trabalhador (PAT) de Lençóis Paulista (SP) lidera a lista de oferta de postos na região, com 193 oportunidades em várias áreas, seguida pelo programa Emprega Bauru, com outras 114. Ourinhos (SP) também é destaque, com 88 vagas. Em Marília, são 17 postos abertos. (Confira todas as ofertas abaixo) BAURU Dedetizador – 10 vagas Ajudante de carga e descarga – 1 vaga Balconista/peças – 1 vaga Líder de lavanderia – 1 vaga Telemarketing – 1 vaga Téc. eletroeletrônica I – 1 vaga Instalador de rastreador veicular – 1 vaga Departamento fiscal – 1 vaga Auxiliar de cozinha – 1 vaga Nutricionista – 1 vaga Sushi-man – 1 vaga Motorista truck caçamba – 5 vagas Auxiliar administrativo – 1 vaga Motorista carreteiro com exp. CNH-E – 5 vagas Assistente de RH – 1 vaga Psicóloga do trabalho – 1 vaga Assistente administrativo - 2 vagas Torneiro mecânico – 1 vaga Carpinteiro de obras – 1 vaga Pedreiro de alvenaria – 3 vagas Pintor de construção – 5 vagas Encanador – 1 vaga Portaria – 1 vaga Corretor de lançamentos – 1 vaga Vendedor/consultor de vendas – 1 vaga Motorista de caminhão – 4 vagas Instrutora de curso de maquiagem – 1 vaga Assistente departamento pessoal – 1 vaga Consultor de vendas – 4 vagas Auxiliar de produção – 20 vagas Produção (PCD) – 10 vagas Administrativo/RH (PCD) – 1 vaga Auxiliar administrativo / logística – 1 vaga Auxiliar administrativo / faturamento - 1 vaga Televendas – 2 vagas Motorista de ônibus – 4 vagas Empregada doméstica – 1 vaga Atendente de loja – 1 vaga Prestador de serviço (diarista e pós-obra) – 10 vagas Estágio de contabilidade – 1 vaga Carpinteiro – 3 vagas Total de vagas: 114 Os interessados em preencher as vagas devem se cadastrar exclusivamente pelo site do programa Emprega Bauru. OURINHOS Auxiliar de importação Jr. - 1 vaga Auxiliar de instalador de insulfilm - 1 vaga Auxiliar de produção - 1 vaga Consultor - 1 vaga Mecânico - 1 vaga Mecânico de motores a diesel - 1 vaga Acabador ou montador de mármore e granito - 1 vaga Açougueiro ou auxiliar de açougue - 1 vaga Atendente balconista - 1 vaga Auxiliar de dentista - 1 vaga Auxiliar de instalador de insulfilm - 1 vaga Auxiliar de laboratório - 1 vaga Auxiliar de mecânico - 1 vaga Babá - 1 vaga Barman /barwoman - 1 vaga Caldeireiro - 1 vaga Carpinteiro - 3 vagas Chefe de limpeza - 1 vaga Consultor - 3 vagas Corretor de imóveis - 1 vaga Cozinheiro em restaurante - 1 vaga Cuidador de idosos - 1 vaga Eletricista em construção civil - 3 vagas Empregada doméstica - 1 vaga Encanador - 3 vagas Farmacêutico(a) hospitalar - 1 vaga Faxineira - 1 vaga Funileiro - 1 vaga Garçom ou garçonete - 1 vaga Instalador de acessórios automotivos em geral - 1 vaga Jardineiro - 5 vagas Mecânico - 1 vaga Mecânico de motor a diesel - 2 vagas Mecânico de manutenção em ônibus - 1 vaga Montador de automóveis - 1 vaga Motorista carreteiro - 11 vagas Motorista de caminhão - 2 vagas Oficial de manutenção - 1 vaga Operador de pá carregadeira - 1 vaga Operador de telemarketing ativo - 5 vagas Pedreiro - 6 vagas Pintor industrial - 1 vaga Repositor em supermercados - 1 vaga Servente - 5 vagas Servente de obras - 1 vaga Soldador - 2 vagas Vendedor interno - 1 vaga Vendedor pracista - 1 vaga Total de vagas: 88 O PAT de Ourinhos suspende atendimento presencial e interessados devem acessar o link para atendimento ou o QR Code que estará em frente à sede do posto (Rua Cardoso Ribeiro, 290). Informações: (14) 3326-1069 / 1086. LENÇÓIS PAULISTA Analista PCM - 1 vaga Assistência técnica - 1 vaga Atendente de suporte técnico - 1 vaga Atendente geral (PCD) - 1 vaga Auxiliar de cozinha - 2 vagas Auxiliar de estoque - 1 vaga Auxiliar de instalação de fibra e infra - 1 vaga Auxiliar de limpeza - 4 vagas Auxiliar de manutenção - 1 vaga Auxiliar de monitoramento - 1 vaga Auxiliar de NOC - 1 vaga Auxiliar de pintor automotivo - 1 vaga Auxiliar de vendas - 1 vaga Auxiliar industrial de extração - 1 vaga Auxiliar saúde bucal - 1 vaga Auxiliar mecânico / geral - 1 vaga Auxiliar produção - 30 vagas Carpinteiro - 6 vagas Consultor de implantação de sistemas - 2 vagas Contador - 1 vaga Corretor de imóveis / estágio - 1 vaga Doméstica - 1 vaga Encarregado de padaria - 1 vaga Encarregado de obra - 1 vaga Consultor de sistemas (estágio) - 1 vaga Marketing (estágio) - 2 vagas Engenharia civil (estágio) - 1 vaga Programador/desenv. De sistemas (estágio) - 1 vaga Farmacêutico - 2 vagas Frentista - 1 vaga Garçom - 1 vaga Gerente de vendas - 1 vaga Gerente corporativo industrial - 1 vaga Jardineiro - 1 vaga Manobrista - 1 vaga Marceneiro - 1 vaga Mecânico de autos/linha leve - 3 vagas Mecânico de caminhão - 2 vagas Mecânico de empilhadeira / autos - 3 vagas Mecânico de máquinas agrícolas - 1 vaga Mecânico de motor diesel - 1 vaga Mecânico hidráulico - 1 vaga Montador de móveis - 1 vaga Motorista - 1 vaga Motorista carreteiro - 10 vagas Motorista CNH-E - 10 vagas Motorista operador de guindaste - 1 vaga Oficial de manutenção predial - 1 vaga Operador de escavadeira hidráulica - 1 vaga Operador de munck - 1 vaga Operador de telesserviços - 10 vagas Operador rodoviário/pedágio (PCD) - 1 vaga Pedreiro - 15 vagas Pintor de obras - 4 vagas Pintor industrial - 1 vaga Porteiro - 3 vagas Programador Delphi - 1 vaga Programador PCP - 1 vaga Servente de pedreiro/obras - 19 vagas Serviços gerais / caseiro - 1 vaga Soldador - 2 vagas Soldador/montador - 2 vagas Supervisor segurança trabalho - 1 vaga Técnico de refrigeração - 1 vaga Técnico em segurança do trabalho - 4 vagas Trainee marketing/publicidade e propaganda - 1 vaga Torneiro mecânico convencional e CNC - 2 vagas Vendedor externo (porta a porta) - 6 vagas Vendedor(a) - 1 vaga Vigilante - 1 vaga Total de vagas: 193 Os interessados nas vagas devem enviar currículos por e-mail ([email protected]) ou pelo via whatsapp (14) 98841-4929. Informações: (14) 3263-2300 ramal 2. MARÍLIA Doméstica - 1 vaga Técnico eletrônico - 1 vaga Pintor de veículo automotivo - 1 vaga Soldador - 1 vaga Administração (estágio p/ nível superior) - 1 vaga Contabilidade (estágio p/ nível superior) - 1 vaga Informática (estágio p/ nível superior) - 1 vaga Marketing (estágio p/ nível superior) - 1 vaga Serviços gerais em restaurante - 1 vaga Eletricista e encanador - 2 vagas Mecânico de máquinas agrícolas - 1 vaga Gerente de contratos - 1 vaga Pedreiro - 1 vaga Doméstica mensal - 1 vaga Diarista - 1 vaga Encarregada de limpeza - 1 vaga Total de vagas: 17 Os interessados em concorrer às vagas devem ligar para: (14) 3433-3212 ou 3433-3469, das 8h às 14h. VÍDEOS: assista às reportagens da região Veja mais notícias da região no G1 Bauru e Marília.
Embarcação bateu em estrutura usada para atracação no Porto de Vitória em 2020. Estudante Bruna França Zocca, de 25 anos, morreu no local. A Justiça determinou a soltura do empresário José Silvino Pinafo, que conduzia a lancha no acidente que matou jovem Bruna França Zocca, de 25 anos, na Baía de Vitória. O empresário foi preso no dia 8 de junho. A desembargadora Elizabeth Lordes, do Tribunal de Justiça do Espírito Santo (TJES), determinou ontem a soltura do empresário nesta segunda-feira (14). O alvará de soltura foi expedido no início da noite. A decisão é liminar. Apesar de mandar soltar o empresário, a desembargadora determinou que a defesa de José Silvino entregue o passaporte dele à Justiça. O acidente aconteceu em julho do ano passado e a embarcação bateu em estrutura usada para atracação no Porto de Vitória. Bruna era noiva do empresário. Segundo denúncia do Ministério Público, José Silvino estava sob efeito de bebida alcoólica, dirigia a lancha em alta velocidade e em local onde não era permitido o tráfego da embarcação. A desembargadora atendeu a um pedido da defesa do empresário, que entrou com um habeas corpus no Tribunal de Justiça pedindo a liberdade dele. O advogado de José Silvino, Douglas de Jesus Luz disse que a defesa colaborou com a investigação. "É importante dizer que a defesa jamais se esquivou de responsabilidade durante a investigação criminal. Pelo contrário nós contribuímos ativamente para produção de provas, qualificamos testemunhas que eram desconhecidas pela autoridade e entregamos espontaneamente um celular", disse o advogado. O empresário foi denunciado por homicídio com dolo eventual. O acidente também deixou duas pessoas feridas. Por isso, o empresário também vai responder por tentativa de homicídio.

Interessados devem entregar o currículo diretamente na loja ou no SAC. Lojas do shopping de Mogi reúnem sete oportunidades para quem busca emprego nesta terça Cristina Requena/Divulgação As lojas do shopping de Mogi das Cruzes reúnem sete oportunidades de emprego nesta terça-feira (15). Os candidatos devem acessar os estabelecimentos de acordo com o descritivo ou procurar pessoalmente o Balcão de Informações. Vagas em Mogi das Cruzes As oportunidades disponíveis são para a área de vendas e estoque. Vagas de emprego no shopping de Mogi das Cruzes O SAC (Serviço de Atendimento ao Cliente) está à disposição dos candidatos para informações, em frente à C&A. O Mogi Shopping fica na Avenida Vereador Narciso Yague Guimarães, 1001 e funciona das 10h às 21h. Para mais informações o telefone é 4798-8800. Assista a mais notícias

Cidade é a primeira entre as maiores do Sul de Minas a abrir a vacinação para a população em geral. Itajubá começa a vacinar nesta terça-feira (15) moradores do município com idades entre 55 e 59 anos contra a Covid-19. A cidade é a primeira entre as maiores do Sul de Minas a abrir a vacinação para a população em geral. Além desse público, também podem se vacinar todos os trabalhadores da educação, independente do nível de ensino; pessoas com comorbidades e pessoas com deficiência permanente. As pessoas pertencentes a esses grupos podem se vacinar desde que já tenham feito cadastro no site itajubadigital.com.br e que tenham tido a vacinação aprovada pela equipe técnica da Secretaria de Saúde e recebido a autorização com o código QR Code para vacinação. A vacinação ocorrerá das 8h às 16h em quatro pontos da cidade: Parque da Cidade – ponto exclusivo de vacinação no carro 🚘 (drive-thru) Ginásio Poliesportivo Prefeito Tigre Maia (Tigrão) – Av. Paulo Chiaradia, 296 – São Vicente Ginásio da Varginha (atrás da Escola Estadual João XXIII) Escola Municipal São Judas Tadeu – Rua Dr. Alvaro Seabra, 98 – Jardim Bernadete VÍDEOS: Veja tudo sobre o Sul de Minas https://g1.globo.com/mg/sul-de-minas/

Em São José dos Campos, nesta terça-feira (15) podem vacinar pessoas de 52 anos sem comorbidade. E em Pindamonhangaba as pessoas de 55 anos, sem doenças preexistentes. Veja quem pode se vacinar nesta terça-feira (15) Cláudio Vieira/PMSJC Com a antecipação da vacinação de alguns públicos, cidades da região mudaram o calendário de imunização contra a Covid-19. Em São José dos Campos, nesta terça-feira (15) podem vacinar pessoas de 52 anos sem comorbidade. E em Pindamonhangaba as pessoas de 55 anos, sem doenças preexistentes. Veja quem pode se vacinar nesta terça-feira: São José dos Campos São José dos Campos deu início a vacinação de pessoas com 52 anos ou mais nesta terça-feira (15). A cidade antecipou o calendário de vacinação e planeja aplicar a primeira dose pessoas de 54 a 46 anos que não têm comorbidades até sexta-feira (18). As faixas etárias variam de acordo com os dias. Veja o cronograma abaixo: Terça-feira (15): pessoas de 54, 53 e 52 anos Quarta-feira (16): pessoas de 51, 50 e 49 anos Quinta-feira (17): pessoas de 48, 47 e 46 anos Sexta-feira (18): todos aqueles que tem de 46 anos ou mais e que ainda não receberam a dose A aplicação está sendo feita nas 44 Unidades Básicas de Saúde (UBS) e nas Unidades da Casa do Idoso das 8h às 17h. No drive-thru do Cefe as vacinas são aplicadas das 8h às 12h. Taubaté A cidade ainda não está vacinando pessoas sem comorbidade. Nesta terça-feira (15) podem se imunizar pessoas com deficiência ou comorbidades e que tenham mais que 18 anos. Gestantes, puérperas e trabalhadores da educação também recebem a vacina. A aplicação acontece nos Pamos Baronesa e Bosque da Saúde para gestantes e puérperas. E para os profissionais da educação na ESF do bairro Vila Marli. Pessoas com deficiência podem se imunizar nas UBS e nas ESF. Jacareí Jacareí já começou a vacinação para pessoas sem comorbidade. Na cidade, recebem as vacinas pessoas com mais de 57 anos. Além do público, são aplicadas doses para idosos, pessoas com comorbidades acima de 18 anos, profissionais da saúde, trabalhadores do transporte público e profissionais da educação com mais de 18 anos. As vacinas são aplicadas das 8h às 17h no EducaMais Jacareí e na UBS Central. Pindamonhangaba A cidade começa a vacinação de pessoas com mais de 55 anos sem comorbidade nesta terça-feira (15). Gestantes, puérperas e pessoas com deficiência também podem se imunizar.Trabalhadores da saúde também seguem sendo vacinados. Para pessoas sem comorbidade a vacina está disponível nas PSF da Nova Esperança e Cidade Nova, além do Cisas de Moreira César e no Centro do Idoso. Gestantes e pessoas com deficiência podem se vacinar na UBS Bosque do Ipê. E para profissionais da saúde as vacinas são aplicadas no Shopping da cidade. Guaratinguetá Guaratinguetá também deu início a imunização de pessoas com mais de 57 anos sem comorbidade. A vacina está disponível na UBS Cohab, UBS Engenheiro Neiva e no Espaço Multiuso. As doses são aplicadas das 8h às 16h. Aparecida Aparecida está imunizando pessoas com idade entre 50 a 59 anos a partir desta terça-feira (15). A imunização acontece na Estação Cultural das 17h30 até às 21h.

Por razões desconhecidas, o núcleo interno do nosso planeta, uma massa compacta de ferro e níquel, está crescendo mais rápido de um lado que do outro. Núcleo da Terra é uma 'cápsula do tempo' Getty via BBC A milhares de quilômetros embaixo da terra está ocorrendo um fenômeno científico que ninguém sabe explicar. É que o núcleo interno do nosso planeta, uma massa compacta de ferro e níquel, está crescendo mais rápido de um lado que do outro. Um estudo realizado por sismólogos da Universidade da Califórnia, em Berkeley, nos Estados Unidos, e publicado na revista científica Nature Geoscience, revelou que a área do núcleo, localizada numa zona abaixo do mar de Banda, na Indonésia, é maior que a parte que se encontra no outro extremo, debaixo do Brasil. 'Faxina espacial': empresas se unem com a missão de limpar lixo na órbita da Terra; veja como funciona Por meio de simulações de computador, os especialistas criaram uma espécie de mapa que mostra o crescimento do núcleo da Terra durante os últimos 1 bilhão de anos. E chegaram à conclusão que ele se comportou num "padrão desequilibrado", com novos "cristais de ferro" que se formam mais rapidamente do seu lado asiático. "O lado oeste tem aparência diferente do lado leste até o centro, não só na parte superior do núcleo interno, como alguns sugeriram. A única maneira de explicar isso é que um lado esteja crescendo mais rápido que o outro", disse Daniel Frost, um dos cientistas que participaram da pesquisa, em um comunicado. De acordo com os especialistas, esse fenômeno tem implicações para o campo magnético da Terra (que nos protege das partículas perigosas do Sol). Isso porque o campo magnético é formado pela convecção no núcleo externo, impulsionada pela liberação de calor do núcleo interno. As evidências O interior da Terra é formado por camadas parecidas com as de uma cebola. A última delas (a mais profunda) é o núcleo interno sólido de ferro e níquel, que tem um raio de 1.200 km, aproximadamente três quartos do tamanho da Lua. Ele é rodeado por um núcleo externo fluido de ferro fundido e níquel, de aproximadamente 2,4 mil km de espessura. O núcleo externo, por sua vez, é circundado por um manto de rocha quente com 2,9 mil km de espessura e coberto por uma fina crosta rochosa fria na superfície. Por meio do estudo de ondas sísmicas, os especialistas analisam como se comportam essas camadas, mas faz anos que têm notado que as ondas não se distribuem na mesma direção quando viajam entre os polos e na zona equatorial. Essa suposição foi a base para a compreensão de que poderia haver uma certa diferença no núcleo da Terra, responsável por esse fenômeno. "O movimento do ferro líquido no núcleo externo retira o calor do núcleo interno, fazendo com que ele congele", disse Frost na revista científica Live Science. "Isso significa que o núcleo externo tem recebido mais calor do lado leste (sob a Indonésia) do que do oeste (sob o Brasil)", acrescentou. Segundo o cientista, a melhor forma de visualizar o que está acontecendo a milhares de quilômetros de profundidade é imaginar um corte do tronco da árvore formado por anéis de crescimento que partem de um ponto central. O centro dos anéis, neste caso, seria deslocado do centro da árvore, de modo que os círculos fiquem mais espaçados no lado leste da árvore e mais próximos no lado oeste. No entanto, este crescimento mais rápido sob o Mar da Indonésia não deixou o núcleo desequilibrado, explicam os cientistas. A gravidade distribui o novo crescimento uniformemente, mantendo o núcleo interno esférico e expandindo seu raio em média um milímetro por ano. A idade do núcleo As simulações por computador permitiram também aos sismólogos estabelecer uma data mais precisa para a formação do núcleo terrestre. E sabe-se que o núcleo se formou quando a Terra já havia se organizado, aparentemente a partir da concentração de metais como ferro e níquel. "Determinamos limites bastante flexíveis para a idade do núcleo interno, entre 500 e 1,5 bilhão de anos, o que pode ajudar no debate sobre como o campo magnético foi gerado antes que o núcleo interno sólido existisse", disse Barbara Romanowicz, outra pesquisadora que participou do estudo. "Sabemos que o campo magnético já existia 3 bilhões de anos atrás, então outros processos devem ter conduzido a convecção no núcleo externo naquela época", acrescentou. De acordo com a pesquisa, a idade mais jovem do núcleo interno pode significar que, no início da história da Terra, o calor que fervia o núcleo do fluido vinha de elementos leves que se separaram do ferro, não da cristalização deste metal. Veja VÍDEOS de astronomia e exploração espacial:

As investigações mostram que, para cada vítima, ele se apresentava com um jeito e profissão diferentes, mas o modo de agir girava sempre em torno de conquistar, aplicar golpes e, depois, ainda ameaçar de morte. Homem foi preso em Aracaju Divulgação/SSP Um homem de 29 anos, suspeito de aplicar o chamado 'Golpe do Amor', foi preso em flagrante pela Polícia Civil, no Bairro Salgado Filho, em Aracaju, na tarde dessa segunda-feira (14). Ele estava com dois carros de luxo alugados em nomes de possíveis vítimas. As investigações mostram que, para cada vítima, ele se apresentava com um jeito e profissão diferentes, mas o modo de agir gira em torno de conquistar, aplicar golpes e, depois, ainda ameaçar de morte. No levantamento feito com base em boletins de ocorrência feitos em São Paulo, foi possível perceber que ele costumava alugar veículos de luxo para impressionar, e realizava golpes com aplicativos de venda, simulando depósitos e tendo acesso a produtos de forma fraudulenta. Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP), ele é suspeito de aplicar golpes em diversos estados. A última vítima foi uma mulher de Ribeirópolis, no Agreste sergipano. O investigado conseguiu cartões de crédito dela e comprou roupas, celulares e diversos produtos em lojas da capital. No depoimento prestado, ele também relatou que chegou a ir ao Paraguai e aplicou um golpe de quase R$ 800 mil em criptomoedas. Vítimas pelo país A SSP relatou que, em Paraisópolis (MG), uma vítima de 30 anos registrou um boletim de ocorrência em 2018, informando que conheceu o suspeito e, em três meses, casaram no civil, mas o matrimônio durou um mês. O homem afirmou que era administrador e cuidava da fazenda da família em Paraibuna (SP). As mentiras foram descobertas após uma ex-namorada procurá-la. Mesmo assim, ela diz ter perdido R$ 25 mil em empréstimos, aluguel de casa e compras realizadas por ele. Em Salvador (BA), uma dentista de 26 anos foi outra vítima do golpista. O suspeito disse que era engenheiro civil em Camaçari (BA) e estudante de medicina. Em boletim de ocorrência, ela conta que o homem sumiu com R$ 11,8 mil do irmão dela, para, supostamente, dar entrada em um carro. A Polícia Civil de Sergipe irá trocar informações com equipes de outros estados para aprofundar as investigações e tentar descobrir outras vítimas.

Polícia Militar realizou operação no bairro São Diogo após receber denúncias sobre casas sendo utilizadas para a venda de entorpecentes. Droga apreendida no bairro São Diogo Polícia Militar/Divulgação Dois homens foram presos com mais de 600 porções de drogas nesta segunda-feira (14), em Teófilo Otoni. A Polícia Militar realizou operação no bairro São Diogo após receber denúncias sobre casas sendo utilizadas para a venda de entorpecentes. Durante a ação, dois suspeitos foram localizados e presos. Com eles foram apreendidas 19 munições, R$ 511 em dinheiro, um celular, além de diversas porções de drogas. Ao todo, foram apreendidas 140 pedras de crack, 190 pinos cocaína, 72 comprimidos de ecstasy, 90 tabletes e outras 155 buchas de maconha. Os presos e o material apreendido foram encaminhados para a Delegacia Civil da cidade. Veja mais notícias da região em G1 Vales de Minas Gerais. VÍDEOS: veja tudo sobre o Leste e Nordeste de MG

Ação ocorre em parceria com o Ministério Público do estado e visa dar cumprimentos a 34 mandados de prisão preventiva. Polícia Civil deflagra Operação Contraordem II no Piauí Divulgação/PC-PI A Polícia Civil do Piauí (PC-PI) e o Ministério Público do estado (MP-PI) deflagaram, na manhã desta terça-feira (15), a Operação Contraordem II, que combate organizações criminosas que praticam crimes violentos no Piauí. Equipes de várias unidades da PC-PI estão em diligências para dar cumprimento a 34 mandados de prisão preventiva e diversos mandados de busca e apreensão em Teresina, Amarante, Campo Maior e Parnaíba. A operação conta com o apoio da Secretaria de Justiça do Piauí e da Polícia Civil de Timon, no Maranhão, cidade onde também estão sendo cumpridos mandados. Veja as últimas notícias do G1 Piauí Assista aos vídeos mais vistos do G1 Piauí:

Historiador conta que todos os símbolos que o Acre carrega atualmente têm sua origem no período da Revolução Acreana. Estado comemora 59 anos de emancipação política nesta terça-feira (15). No aniversário de 59 anos do Acre, G1 resgata significados da bandeira, brasão e hino do estado que lutou para ser brasileiro Sérgio Vale/Arquivo pessoal Presente em prédios públicos e pontos turísticos, a bandeira do Acre representa a identidade do estado que lutou para se tornar parte do Brasil. Assim como o hino e o brasão, que carregam consigo uma rica e importante parte da cultura acreana. Nesta terça-feira (15), data em que o estado completa 59 anos de emancipação política, o G1 ouviu o historiador Marcos Vinícius Neves e listou os significados de cada um dos fragmentos da bandeira e um pouco da história e curiosidades sobre o hino e o brasão do Acre. Neves começou contando que todos os símbolos que o Acre carrega atualmente têm sua origem no período da Revolução Acreana. Bandeira do Acre foi criada no governo de Luís Galvez Rodriguez de Arias Diego Gurgel/Arquivo pessoal Bandeira foi criada em 1899 Talvez o mais conhecido dos símbolos do estado, a bandeira do Acre foi criada no governo de Luís Galvez Rodriguez de Arias, em 1899. Originalmente, ela representava os tratados de limites territoriais e tinha a diagonal invertida, em relação ao que é hoje. A primeira linha reta de cima representa o Tratado de Madri, de 1750; a linha diagonal representa a revisão desse tratado, que é o Tratado de Ayacucho, de 1867; e a linha de baixo, representa o que viria a ser o Tratado de Petrópolis, com a nova configuração da fronteira depois da Revolução Acreana. Neves conta que a bandeira feita por Galvez existiu durante todo o período do estado independente e, depois, foi adotada por Plácido de Castro durante a continuação da Revolução Acreana. Após a anexação do Acre ao Brasil em 1903, com o Tratado de Petrópolis, ela ficou em desuso até que, em 1920, o primeiro governador do território federal unificado, Epaminondas Jácome, decidiu adotá-la como bandeira oficial do território federal do Acre, só que inverteu a diagonal. Símbolos que o Acre carrega atualmente têm sua origem no período da Revolução Acreana Sérgio Vale/Arquivo pessoal As cores principais da bandeira (verde e amarelo) são as mesmas da bandeira do Brasil e são uma representação da integração do estado com o Brasil. Cada cor tem um significado específico: Amarela: símbolo da eternidade como o ouro e retrata as riquezas da terra Verde: representa esperança, força, longevidade e imortalidade universal Já a estrela vermelha no canto superior esquerdo, segundo conta o historiador, foi uma homenagem à Revolução Francesa, que tinha ocorrido 110 anos antes da fundação do estado independente do Acre. A estrela na bandeira representa o sangue dos bravos que lutaram pela a anexação da área do atual estado do Acre ao Brasil. Conheça o hino do Acre que completa 59 anos nesta terça-feira (14) Hino tem dupla autoria A letra do hino acreano foi escrita pelo jovem médico e poeta baiano, de 23 anos de idade, Francisco Mangabeira, em 5 de outubro de 1903, no Seringal Capatará, no acampamento do exército de Plácido de Castro, durante a Revolução Acreana. Conta a história que Francisco Mangabeira saiu da Bahia e foi para o Acre atraído pelas riquezas da região acreana. Foi então convidado por seringalistas da região a servir como médico no exército do Coronel José Plácido de Castro, e acabou aceitando o desafio. Já no final da Revolução Acreana, Francisco Mangabeira passou a prestar serviços médicos aos feridos de guerra e à população. “Ele participou do corpo médico e era um grande poeta. Então, conta-se, que no momento em que estava nas trincheiras do Seringal Capatará, já no finalzinho do período da Revolução Acreana, em 1903, ele fez uma poesia para guerra do Acre, que é a letra do hino”, conta Neves. Na década de 40, um compositor e maestro amazonense que morou muitos anos em Tarauacá e depois se mudou para Cruzeiro do Sul, onde acabou morrendo, chamado Mozart Donizetti, criou a melodia para a poesia de Mangabeira. “Então, o hino acreano tem uma dupla autoria, com base na poesia do Mangabeira e a melodia de Mozart. Posteriormente, esse hino foi oficializado como hino do Território Federal do Acre, e depois do Estado do Acre. Foi uma construção ao longo de muito tempo.” Acre completa 59 anos de emancipação política nesta terça (15) Sérgio Vale/Arquivo pessoal Brasão O brasão do estado do Acre é um dos símbolos oficiais e é inspirado no brasão proposto por Plácido de Castro, também durante a Revolução Acreana. “Houve uma adaptação de alguns símbolos, mas em essencial, é o brasão que tinha sido desenhado e proposto por Plácido de Castro, no final da guerra do Acre”, diz o historiador. Entre suas principais referências está a Queda da Bastilha, representada pelo boné vermelho que está acima da marca para identificar os Jacobinos. Possui ainda dois ramos de café e tabaco, entrelaçadas por espadas de punho que ilustram a força e a disposição em defender sua terra. No centro do escudo, um leopardo simboliza a ferocidade, agilidade e a força. Atrás do animal, uma seringueira representa a riqueza acreana. A inscrição em latim da frase ‘NEC LUCEO PLURIBUS IMPAR’, significa “Não inferior a muitas estrelas”, outra referência ao estado francês através da figura do Rei Sol Luis XIV. A obrigatoriedade da adoção do símbolo foi instituída pela Lei Estadual 1.173, assinada pelo governador Orleir Cameli. VÍDEOS: G1 em 1 Minuto

No oeste há possibilidade de chuva rápida e isolada à tarde. Confira as temperaturas em todas as regiões. Com céu claro, terça-feira (15) de feriado no Acre deve ser de muito calor Juan Diaz/Arquivo pessoal O Sistema de Proteção da Amazônia (Sipam) prevê que a terça-feira (15) será de sol forte e calor em todo o Acre. A previsão é de um dia de céu claro a parcialmente nublado em todo o estado. No oeste há possibilidade de chuva rápida e isolada à tarde. Na capital e demais regiões do estado não há previsão de chuva. Confira as temperaturas em todas as regiões: Alto Acre Em Assis Brasil, Brasileia, Epitaciolândia e Xapuri, as temperaturas oscilam entre a mínima de 19°C e a máxima de 32ºC. Baixo Acre Mínima de 20°C e máxima de 32ºC são as temperaturas registradas em Acrelândia, Bujari, Capixaba, Plácido de Castro, Porto Acre, Senador Guiomard e Rio Branco. Vale do Juruá Já em Cruzeiro do Sul, Mâncio Lima, Marechal Thaumaturgo, Porto Walter e Rodrigues Alves os termômetros ficam entre 20ºC e 31°C. Vale do Purus Em Manoel Urbano, Santa Rosa do Purus e Sena Madureira faz entre 20º C e 31°C. Vale do Tarauacá/Envira Por fim, em Feijó, Jordão e Tarauacá a variação de temperatura fica entre a mínima de 21°C e a máxima de 31°C.

Paralisação foi decidida durante assembleia realizada pelo Sintac no dia 1º de junho. Profissionais da Fundac-PB paralisam atividades em protesto por melhores condições de trabalho Reprodução/TV Cabo Branco Os profissionais da Fundação Desenvolvimento da Criança e do Adolescente Alice de Almeida (Fundac-PB) estão paralisando as atividades nesta terça-feira (15) em protesto por melhores condições de trabalho. As unidades localizados em João Pessoa, Sousa e Lagoa Seca terão apenas 50% dos profissionais em atividade e os outros 50% estarão realizando mobilizações em frente às unidades. De acordo com o presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Fundac (Sintac), Márcio Phillippe, o objetivo da paralisação é sensibilizar as autoridades competentes para o atendimento da pauta de reivindicações dos trabalhadores. A paralisação foi decidida durante assembleia realizada pelo Sintac no dia 1º de junho. Ainda conforme o presidente do Sintac, a categoria pede oferta da vacina aos profissionais da linha de frente, considerado serviço essencial; audiência com o governador para recisar o Plano de Cargo, Carreira e Remuneração (PCCR); aumento do vale-alimentação para R$ 440 reais, tendo em vista a falta de reajuste no salário; além de melhorias nas condições de trabalho e fiscalização contra os protocolos sanitários com vistas à prevenção da Covid-19, implantação do incentivo funcional para os servidores que ainda não estão recebendo, com os respectivos retroativos, e correção da gratificação do incentivo de 30% sobre a remuneração e mais algumas reivindicações específicas e importantes dos agentes. De acordo com o Sintac, se não houver diálogo sobre as reivindicações, uma greve será deflagrada no dia 21 de junho. Vídeos mais assistidos do G1 Paraíba

Acidente foi no bairro Major Prates na noite dessa segunda-feira (14). Motorista contou à PM que a vítima atravessou repentinamente e não conseguiu evitar a batida. Acidente foi no bairro Major Prates na noite dessa segunda Paula Alves/ Inter TV Um andarilho morreu após ser atropelado por um carro, no bairro Major Prates, em Montes Claros, na noite dessa segunda-feira (14). "O motorista do veículo envolvido no acidente nos contou que dirigia sentido bairro quando foi surpreendido pela vítima, que atravessou repentinamente na pista, de modo que o acidente não pôde ser evitado. Duas testemunhas que caminhavam na avenida confirmaram essa versão”, esclareceu o sargento Ailton Allessi Ruas. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) prestou socorro ao homem. Ele apresentou traumatismo cranioencefálico grave e parada cardiorrespiratória. Foram feitas manobras de ressuscitação pulmonar por cerca de 40 minutos, porém a vítima não resistiu. O homem aparentava ter 45 anos e o corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal para identificação. Segundo a PM, o motorista foi conduzido à Polícia Civil para prestar esclarecimentos. “Ele permaneceu no local, aguardou todo o trabalho das polícias, ajudou com informações e, apesar de não apresentar sinais de embriaguez, submeteu-se ao teste do etilômetro, que apontou zero", disse o sargento. Vídeos do Norte, Centro e Noroeste de MG Veja mais notícias da região em G1 Grande Minas.
Em Fernão Velho, várias ruas estão alagadas e muito lixo ficou boiando nas águas da chuva. Morador registra alagamento em ruas de Fernão Velho Várias ruas de Maceió ficaram alagadas com as fortes chuvas que caem desde a madrugada desta terça-feira (15). Em Fernão Velho, um morador gravou um vídeo onde há ruas alagadas e muito lixo boiando nas águas. No bairro do Pinheiro, a Rua Miguel Palmeira ficou completamente alagada e o trânsito ficou lento na Avenida Fernandes Lima. Veja os vídeos mais recentes do G1 AL Veja mais notícias da região no G1 Alagoas

Bombeiros trabalharam por quase quatro horas no combate às chamas, durante a noite de segunda (14) e madrugada de terça-feira (15). Ninguém se machucou. Incêndio atingiu barracão em Piraquara Tony Mattoso/RPC Um barracão de materiais recicláveis pegou fogo no fim da noite de segunda-feira (14), em Piraquara, na Região Metropolitana de Curitiba, segundo o Corpo de Bombeiros. Ninguém ficou ferido no incêndio. O fogo começou por volta das 23h, no bairro Guarituba. De acordo com os bombeiros, por conta do material no local, as chamas se espalharam rapidamente. Os bombeiros trabalharam por quase quatro horas para controlar as chamas. Existia o risco de que o fogo atingisse um barracão que fica ao lado. Ninguém estava no local quando o fogo começou. VÍDEOS: Paraná Veja mais notícias da região no G1 Paraná.
A vítima foi encontrada carbonizada em um terreno depois de passar três dias desaparecida. O suspeito era amigo do homem há dez anos. Um homem foi preso nesta segunda-feira (14) em Taubaté suspeito de matar e incendiar o corpo de um homem de 36 anos. A vítima foi encontrada carbonizada em um terreno depois de passar três dias desaparecida. O suspeito era amigo do homem há dez anos. O corpo foi encontrado em um terreno abandonado no Distrito Industrial do Una no dia 11 de junho. A vítima estava desaparecida desde o dia 9, quando saiu de casa em Taubaté e não voltou. A família chegou a registrar o desaparecimento. De acordo com a polícia, os dois eram amigos há dez anos, mas tinham tido um desentendimento recente e chegaram a trocar agressões. Após o depoimento da família apontando o desentendimento, ele passou a ser investigado. Na última semana, a polícia flagrou o suspeito anunciado o celular da vítima em uma plataforma de vendas pela internet e pediu sua prisão.

Pagamentos para os trabalhadores fora do Bolsa Família irão começar na sexta-feira (18) e os saques em dinheiro serão liberados a partir de 1º de julho. O governo federal decidiu antecipar os pagamentos da terceira parcela do Auxílio Emergencial 2021 para o público inscrito via canais digitais e do Cadastro Único. O novo calendário foi publicado nesta terça-feira (15) no Diário Oficial da União. Os pagamentos irão começar já na sexta-feira (18) e os saques em dinheiro serão liberados a partir de 1º de julho. Pelo calendário anterior, o crédito em poupança digital só iniciaria no dia 20, com saques a partir de 13 de julho. "A mudança mais significativa será para os nascidos em dezembro, que passam a ter direito à terceira parcela ainda em junho, no dia 30, junto com quem faz aniversário em novembro. Antes, quem nasceu no último mês do ano receberia em 21 de julho", destacou o Ministério da Cidadania. Novo calendário para Cadastro Único e inscritos via app e site Governo antecipa pagamento de parcelas Reprodução Calendário para público do Bola Família não muda Para o público do Bolsa Família nada muda. Os repasses continuarão sendo feitos de acordo com o calendário habitual do programa. Em junho, o início dos repasses será na próxima quinta-feira (17) para quem tem Número de Identificação Social (NIS) com final 1. Auxílio Emergencial 2021 Bolsa Família Economia G1 VÍDEO: 'Possivelmente nós vamos estender agora o auxilio emergencial por mais dois ou três meses', diz Paulo Guedes

Evento recebeu o nome de “Você de Lá, e Eu de Cá”, e tem objetivo de manter a tradição dos festejos de São João; veja vídeo. Músicos mandam recado para população de Jaqueira se proteger A Secretaria de Cultura da Prefeitura de Jaqueira, na Mata Sul de Pernambuco, está realizando uma programação junina à distância. O evento, que recebeu o nome de “Você de Lá, e Eu de Cá”, tem o objetivo de manter a tradição dos festejos de São João. Um caminhão enfeitado de bandeirinhas, balões, tecido temático e com músicos da região sai pelas ruas da cidade tocando forró. Durante o percurso, os artistas reforçam os cuidados que os moradores precisam ter para não propagar o vírus da Covid-19. Entre uma música e outra, recados como “Use máscara”, “Não faça aglomeração” e “Fique em casa”, também eram passados para população. Caminhão-palco animando ruas de Jaqueira Prefeitura de Jaqueira/Divulgação “Pelo segundo ano consecutivo, os festejos juninos como tradicionalmente comemoramos, será bem diferente. Devido à pandemia do coronavírus estamos oferecendo a toda população uma programação especial, esperamos que todos comemorem em casa, de forma consciente com suas famílias”, disse a prefeita de Jaqueira, Ridete Pellegrino. A programação com caminhão-palco vai acontecer durante o mês de junho, além de transmissões pela internet com atrações musicais, por exemplo. Medidas restritivas Em Jaqueira, está proibido, por exemplo, a realização de qualquer tipo de festa, um decreto municipal entrou em vigor proibindo acender fogueiras. Haverá fiscalização dos servidores da Defesa Civil, Guarda Municipal e Secretaria de Saúde. Para evitar o contágio do novo coronavírus, o trabalho da barreira sanitária será intensificado na entrada do município. No principal acesso, há medição de temperatura e higienização das mãos da população. Os pneus dos veículos também são higienizados.

Operação foi realizada em 2018, em Sorocaba, quando ex-sindicalista foi confundido com outro homem com nome parecido. Ruy Amorim foi preso em operação realizada em 2018 Youtube/Reprodução O professor Ruy Queiroz de Amorim ganhou em primeira instância na Justiça uma ação indenizatória por ter sido preso por engano durante a operação da Polícia Federal "Registro Espúrio", em 2018, em Sorocaba (SP). A decisão cabe recurso. De acordo com a sentença da 4ª Vara Federal de Sorocaba, houve dano moral em razão da prisão. Na época, o alvo era um homem chamado José Amorim. Com isso, o valor estipulado a ser pago pela União é de R$ 100 mil. "Se viu humilhado perante a família, os vizinhos, os alunos e colegas de trabalho, tal como exposto na exordial, em abalo à honradez de sua imagem", escreveu o juiz. Segundo a sentença, quando foi interrogado na Polícia Federal de Sorocaba, Ruy foi levado para a superintendência da PF em São Paulo. "Os funcionários o obrigaram a tirar a roupa e o encaminharam a uma cela, desprovida de qualquer conforto, com apenas um vaso sanitário, beliches de ferro e capa de cimento. Sua pressão arterial subiu", detalhou o juiz. Na ocasião, Ruy era professor universitário e presidente do Sincomerciários. Ainda na delegacia, uma foto dele foi mostrada e Ruy não foi reconhecido. Em seguida, a revogação da prisão foi pedida ao ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal. "Saliente-se, por oportuno, que a prisão cautelar do autor foi prontamente revogada no mesmo dia, e não consta ter recebido quaisquer maus-tratos. Assim, e sopesando as circunstâncias do presente caso, entendo que a quantia de R$100.000,00 (cem mil reais) atende satisfatoriamente aos requisitos elencados acima e repara razoavelmente o prejuízo sofrido pelo autor, além de coibir práticas semelhantes." Susto em casa Os policiais da PF chegaram na casa do sindicalista por volta das 6h do dia 30 de maio de 2018, no Jardim Europa, na Zona Oeste de Sorocaba. De acordo com Ruy, fizeram buscas, apreenderam documentos e prestações de conta de quando ele havia sido candidato a vereador. A esposa e os filhos dele estavam em casa no momento em que foi levado em custódia. Os policiais conversaram com a família e teriam informado que precisariam levá-lo para prestar depoimento. "Fiquei tranquilo porque desde o início sabia que não se tratava de mim", contou anteriormente ao G1. Veja mais notícias da região no G1 Sorocaba e Jundiaí

Somente para Fortaleza são 311 vagas com 44 para Pessoas com Deficiência. Somente para Fortaleza são 311 vagas com 44 para Pessoas com Deficiência. Divulgação O Sistema Nacional de Emprego e o Instituto de Desenvolvimento do Trabalho (Sine-IDT) está com 1.027 oportunidades de emprego nas suas unidades de atendimento. As vagas são para 13 municípios do estado e 171 delas são destinadas a Pessoas com Deficiência (PCDs). Em Fortaleza, são 311 vagas com 44 para Pessoas com Deficiência. Destaque para auxiliar de logística (9 vagas), bombeiro hidráulico (6 vagas), auxiliar de encanador (6 vagas) e auxiliar de cozinha (5 vagas). Há oportunidades também nas cidades de Aracati, Quixadá, Crateús, Eusébio, Juazeiro do Norte, Limoeiro do Norte, dentre outras. As Unidades do IDT/Sine retomaram o atendimento presencial por agendamento, de acordo com o plano de flexibilização das atividades econômicas no estado. O agendamento pode ser realizado através do portal do órgão. Em caso de opção pelo atendimento nas unidades que funcionam nos Vapt Vupts, os usuários do sistema IDT/Sine devem agendar o seu atendimento ou por meio do portal do Vapt Vupt. Veja a lista de oportunidades: Fortaleza (311 e 44 PCDs) Juazeiro do Norte (170 e 13 PCDs) Sobral (83 e 12 PCDs) Eusébio (80 e 5 PCDs) Limoeiro do Norte (68 e 50 PCDs) Maracanaú (52 e 7 PCDs) Pecém (51) Quixadá (41 e 1 PCD) Crateús (26) Aracati (15 e 21 PCDs) Itapajé (1 e 4 PCDs) Horizonte (1) Iguatu (1) Assista às notícias do Ceará no G1 em 1 Minuto:

Pesquisadores do Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM), em Campinas (SP), criaram nanoestrutura com alta sensibilidade para detecção de dopamina, neurotransmissor relacionado com doenças neurodegenerativas. Estrutura nanométrica desenvolvida no CNPEM, em Campinas (SP), que pode auxiliar no diagnóstico de doenças como Alzheimer e Parkinson Reprodução/CNPEM Pesquisadores do Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM), em Campinas (SP), desenvolveram um nanodispositivo com alta sensibilidade para detecção de dopamina, neurotransmissor relacionado com doenças neurodegenerativas e que pode facilitar o diagnóstico de patologias como Alzheimer e Parkinson. A ideia é que a plataforma criada no Laboratório Nacional de Nanotecnologia (LNNano), um sensor com diâmetro três vezes menor que um fio de cabelo, abra caminho para o desenvolvimento de testes rápidos, a partir de uma única gota de sangue, que possam contribuir tanto para a confirmação dessas doenças, mas que sirva de base para outros diagnósticos, como de alguns tipos de câncer. "Quando a gente olha para o Covid, por exemplo, o ideal seria ter o diagnóstico mais rápido possível, para socorrer o paciente, fazer o isolamento. Mas a detecção depende de uma concentração mínima do vírus. Para identificar o quando antes, passaria pela capacidade de identificar esses marcadores em quantidades muito pequenas. Com as doenças neurodegenerativas, o câncer, é o mesmo conceito. O desafio é puxar a sensibilidade lá para baixo", exemplifica o pesquisador Carlos César Bof Bufon. Supervisor do trabalho dos pesquisadores Letícia Ferro e Leandro Mercês, Bufon explica que o conceito de plataforma é justamente para que exista uma base para o desenvolvimento de novos sensores com maior rapidez, principalmente diante das necessidades e os desafios que sempre surgem. "Se tivemos que desenvolver tudo a partir do zero, sempre, leva muito tempo. Até ser homologado, certificado, são 10 anos. Inovação tem que ser aplicável. Tentamos andar com várias plataformas e essa provou que funciona muito bem. Ela faz detecção em concentrações bem baixas e já mostrou resultados validados em laboratório", pontua Bufon. Salas do LNNano onde a plataforma foi desenvolvida CNPEM Desenvolvimento Para chegar a estrutura que usa nanomembranas funcionais, os pesquisadores precisaram de quatro anos de desenvolvimento. Os próximos passos incluem, por exemplo, testes em ambientes mais parecidos com o real, em um trabalho que deve levar pelo menos mais dois anos. Entretanto, o pesquisador vê a plataforma criada no CNPEM com potencial para uso. "A gente já provou que é fabricável e que inclusive tem um certo grau de repetibilidade, conseguindo usá-lo até cinco vezes", pontua Bufon. Outro ponto positivo é que a construção dessas estruturas levam metais, óxidos e moléculas orgânicas relativamente simples, comuns na fabricação desses dispositivos. Segundo o pesquisador, projetar uma plataforma que utilizasse insumos com dificuldades de importação ou biocomponentes estratégicos de algumas áreas, poderia impedir a continuidade do projeto ou causar dependência como ocorre, por exemplo, com o chamado IFA (Insumo Farmacêutico Ativo) das vacinas contra Covid-19. "Como nos queremos chegar ao final da cadeia, que passe de um projeto e dê o próximo passo, pensamos em ultrapassar algumas barreiras. Avaliar os insumos que seriam utilizados minimiza esse risco", defende o pesquisador. O CNPEM já solicitou patente da plataforma, cujo trabalho que apresenta a concepção e aplicação dos transitores foi publicado na revista científica "Advanced Materials". Veja mais notícias da região no G1 Campinas

Segundo a SSP, foram presos 153 criminosos em flagrante na cidade da Grande São Paulo neste ano. Moradores do bairro Chácara Nevoeiro, em Cotia, na Grande São Paulo, convivem com medo da violência após os assaltos na região se tornarem frequentes. Câmeras de segurança registraram alguns crimes em uma área residencial de pouco movimento. Quando os motoristas chegam em um trecho da Rua Monte Alegre, eles precisam reduzir a velocidade por causa de uma canaleta, momento em que costumam ser abordados. Em um dos assaltos mais recentes, na semana passada, dois homens em uma moto param um carro e ameaçam o motorista com uma arma. Os ladrões tiram o motorista de dentro do veículo e uma criança. Após revistarem as vítimas, um dos criminosos entra no carro e faz uma manobra antes de fugir. O motociclista vai atrás do veículo. Em outro vídeo, no dia 18 de maio, é possível ver os ladrões que estão em um carro cinza parando um veículo branco. Os criminosos entram no carro e levam o motorista como refém. Em outros vídeos na região da Chácara Pavoeiro é possível ver que os bandidos agem de forma semelhante, normalmente em dupla armada e de moto. Em 2020, foram registrados 965 roubos e 219 veículos foram levados pelos criminosos em Cotia, de acordo com a Secretaria da Segurança Pública (SSP). No mesmo período foram 1.690 furtos e 268 veículos furtados. Neste ano, a cidade registrou entre janeiro e abril 338 boletins de ocorrência de roubos e 71 de roubos de veículos, além de 538 furtos gerais e 100 furtos de veículos, quase a metade d etodo o ano passado. A SSP disse que a Guarda Civil Municipal reforçou o patrulhamento na região e que a área no entorno vai receber câmeras de segurança para inibir a ação dos criminosos. De acordo com a secretaria, a atuação da PM será reforçada e as imagens das câmeras de segurança serão analisadas. Segundo a SSP, foram presos 153 criminosos em flagrante na região neste ano, 22 armas apreendidas e 47 veículos recuperados. Câmeras de segurança registram assalto em Cotia, na Grande SP Reprodução

Veja todos os vídeos do Bom Dia Goiás de terça-feira, 15 de junho de 2021. Veja todos os vídeos do Bom Dia Goiás de terça-feira, 15 de junho de 2021.
Reforço no policiamento já foi implantado em 21 das 28 estações consideradas mais críticas. Em média, uma pessoa é presa em flagrante por dia por furto, receptação ou dano ao patrimônio. Reforço na segurança do BRT reduz em 26% os calotes, mas só chega a 21 estações Faz duas semanas que a Prefeitura do Rio lançou o projeto BRT Seguro, de reforço no policiamento nas estações dos corredores BRT. O primeiro balanço mostra que os calotes diminuíram nas 21 estações onde o projeto funciona. Ao todo, 47 estações estão fechadas atualmente por conta de vandalismo e furto de equipamentos. Números do BRT Seguro Redução de 26% no calote, no comparativo da primeira semana de maio com a primeira semana de junho Média de uma pessoa presa por dia, em flagrante, por furto, receptação ou dano ao patrimônio Atuação em 21 estações Cerca de 900 policiais militares treinados Custo total do projeto é de R$ 10 milhões O BRT Seguro começou no dia 2 de junho. Um dos maiores problemas do sistema é o calote. Dois flagrantes foram feitos na Estação Mercadão de Madureira, do corredor Transcarioca, na tarde de segunda-feira (14). No primeiro, um homem com um saco de biscoitos entra na estação pela porta de acesso dos passageiros aos ônibus. Logo em seguida, outro homem também invade a estação por outra porta de acesso aos ônibus, sem pagar passagem. Na estação, não há agentes de segurança para impedir o calote. Nesta primeira fase do projeto, o foco do patrulhamento está voltado para 28 estações consideradas as mais críticas do sistema. O BRT Seguro já foi implantado em 21 estações. A interventora do BRT, Cláudia Secin, disse que o programa não teria pontos fixos de policiamento, que iria se deslocar de acordo com a demanda nas estações.

Data limite para pagamento à vista com desconto foi prorrogada três vezes ao longo deste ano por causa da pandemia. Quem optar por parcelar terá que pagar os meses de março, abril e maio de uma vez. Palmas vista geral Reprodução/TV Anhanguera Os donos de imóveis em Palmas têm até esta terça-feira (15) para quitar o Imposto Predial e Territorial (IPTU/2021) e ganhar o desconto para pagamento à vista. O prazo foi prorrogado três vezes ao longo deste ano por causa dos efeitos econômicos da pandemia de coronavírus. Quem optar por dividir o imposto deve ficar atento, pois serão cobradas de uma única vez as parcelas relativas aos meses de março, abril e maio, cujos vencimentos também tinham sido prorrogadas para o mês de junho. O carnê para quitação do imposto pode ser gerado no site da prefeitura. O formulário para quitação também poderá ser solicitado em uma das três unidades do Resolve Palmas, na Avenida JK, Taquaralto ou Capim Dourado Shopping. Segundo divulgado pelo município anteriormente, quem pagar em parcela única terá 10% de desconto pelo pagamento à vista e mais 10% de abatimento no valor final do imposto. O contribuinte que tiver solicitado créditos do Programa Nota Quente Palmense em 2020 poderá receber mais 10% de desconto no tributo. O pagamento pode ser realizado em agências lotéricas ou nos bancos conveniados. No boleto estão inclusos também as taxas de coleta de lixo e a contribuição para iluminação pública (Cosip). No começo do ano, a prefeitura informou que a expectativa é de que em 2021 sejam arrecadados R$ 50 milhões com o IPTU. Os recursos são direcionados para serviços nas áreas de educação, saúde, infraestrutura, limpeza urbana, entre outras. Veja mais notícias da região no G1 Tocantins.

O momento aconteceu por volta das 15h de sábado (11), no Hospital Regional de Corrente. Cerca de 12 horas depois, durante a madrugada, a paciente faleceu. Médico canta para mulher internada com covid-19; paciente faleceu horas depois Ao perceber que presenciava os últimos momentos de vida de uma mulher internada com Covid-19, o médico Matheus Rocha, de 24 anos, decidiu tocar o coração da paciente e cantou para confortá-la. O momento foi registrado na última sexta-feira (11), no Hospital de Corrente, por uma fisioterapeuta que acompanhava a cena. No vídeo, o médico aparece sentando ao lado do leito da paciente e canta a versão da cantora Patrícia Souza para a música “Hallelujah”, de Leonard Cohen. Médico canta para mulher internada com Covid-19 no Piauí horas antes do falecimento Arquivo pessoal Segundo Matheus, a paciente, uma mulher de pouco mais de 60 anos que não teve o nome divulgado, se emocionou durante a homenagem e tentou cantar junto com ele. O médico cantou mais algumas canções, até que a paciente adormeceu. O momento aconteceu por volta das 15h de sábado (11). Cerca de 12 horas depois, durante a madrugada, a paciente faleceu. O médico disse ao G1 que a situação da paciente era crítica, e que a expectativa da equipe médica era de que ela não resistisse e falecesse nas horas seguintes. Hospital de Corrente, no Piauí Governo do Piauí/ Divulgação “A psicóloga do hospital havia passado o dia inteiro com ela, porque ela tinha perdido um familiar dias antes. Então, ela estava muito abalada, chorosa, e a situação física dela estava deteriorando. Nossa expectativa era de que ela viesse a óbito nas próximas horas”, contou. Cantar, segundo ele, foi “uma maneira que encontrei para me aproximar dela, naquele momento”. Ele completou: “Foi muito emocionante. Ela ficou com os olhos marejados, cantou junto, teve sua experiência com o Divino”. Música como abraço Médico canta para mulher internada com Covid-19 no PI; paciente faleceu horas depois Arquivo pessoal Cantor de coral e filho de uma regente de coral, o médico contou que já havia usado a música para confortar pacientes em outras situações, como durante o período em que atendeu pacientes idosos, na ala de geriatria, e em maternidades. “Na maternidade, a gente não só cantava como também dançava com as mães, para aliviar dores das contrações”, disse. Além de servir como um abraço nos pacientes, para Matheus, a música também acalma e reaproxima a equipe médica, que também sofre com o cansaço e com a morte de pacientes. “Quando a gente perde um paciente, a equipe inteira sofre. E como sofre junto, é bom que a gente se apoie. Quando a gente entende que fez tudo que era possível pelo paciente, passa a ver aquele momento como uma etapa daquela vida”, disse. VÍDEOS: Assista às notícias mais vistas do G1 Piauí

A seleção foi aberta em 2019, mas, por conta da pandemia, foi suspensa. UFPB reabre vagas de concurso público para professor efetivo do Departamento de Matemática Divulgação/UFPB A Universidade Federal da Paraíba (UFPB) reabriu, nesta segunda-feira (14), as inscrições do concurso público de provas e títulos para professor do magistério superior. Para participar da seleção é necessário possuir o grau de doutor em matemática ou áreas afins. São duas vagas para docente efetivo do departamento de matemática e para se inscrever o candidato precisa ir até a secretaria do curso, ou realizar a inscrição por via postal expressa (tipo Sedex). O prazo para inscrição se estende até o dia 23 junho, no horário das 14h às 17h. A seleção foi aberta em 2019, mas, por conta da pandemia, foi suspensa. De acordo com a Pró-Reitoria da universidade, o edital foi reaberto a pedido do departamento de matemática. As mudanças do edital são apenas no prazo de inscrições e nas datas de aplicação das provas. As inscrições que foram feitas até o dia 24 de janeiro de 2020 ainda são válidas, e podem ser consultadas. Vídeos mais assistidos do G1 Paraíba

Exames de direção estavam suspensos desde outubro de 2020. Interessados devem marcar a prova por meio das autoescolas em que estão matriculados. Detran do Amapá volta a ofertar a prática do exame para obtenção da CNH após 8 meses Rafaella Zanol/Gcom O Departamento Estadual de Trânsito (Detran) do Amapá retornou com a aplicação de provas práticas de direção para obtenção da Carteira Nacional de Habilitação (CNH). As bancas de avaliação estavam suspensas desde outubro de 2020, em função da pandemia da Covid-19. As provas teóricas já aconteciam desde 28 de abril. Todas as marcações devem ser feitas por meio da autoescola onde o candidato está matriculado. Provas práticas para obtenção da CNH voltam a ser ofertadas pelo Detran no Amapá GEA/Divulgação Segundo o Detran, neste retorno já foram aplicadas provas práticas para as categorias A e B, de condutores de carros de passeio e de motos, respectivamente. Também passam pelos exames quem deseja conduzir micro-ônibus e carretas. De acordo com o coordenador das provas, Antônio Ferreira, o local das avaliações segue os protocolos de segurança, com o distanciamento entre as cadeiras no exame teórico e com o limite de dois candidatos para cada carro na prática. “Nossa intenção é ajudar os candidatos que desejam tirar sua CNH, mas estamos tomando todo os cuidados para evitar a contaminação tanto deles, como de nossos funcionários e de instrutores das autoescolas. Por isso a rigidez no processo de aplicação das provas”, detalhou. Veja o plantão de últimas notícias do G1 Amapá ASSISTA abaixo o que foi destaque no AP:
Itaú Unibanco, Casa & Vídeo, Fundação Instituto de Pesquisa e Estudo de Diagnóstico por Imagem (Fidi), Fluke e Co.Aktion são as empresas com seleções abertas. As empresas Itaú Unibanco, Casa & Vídeo, Fundação Instituto de Pesquisa e Estudo de Diagnóstico por Imagem (Fidi), Fluke e Co.Aktion estão com vagas de emprego abertas. Veja abaixo detalhes dos processos seletivos. Veja mais vagas de emprego pelo país Itaú Unibanco O Itaú Unibanco está contratando especialistas em investimento para atuar no Rio de Janeiro. Os profissionais deverão atuar no novo modelo de assessoria anunciado pelo banco, por ocasião da abertura de escritórios físicos no Rio de Janeiro, previstas para o início do segundo semestre. Entre os requisitos estão ter conhecimento dos produtos financeiros, dos players do mercado e do cenário político, além de certificação CPA20 (mínima exigida) ou também CFP e CEA, dependendo da função. Os especialistas serão colaboradores Itaú Unibanco, em regime CLT, com remuneração fixa e variável. Essa comissão será calculada a partir do volume alocado pelo investidor, e independente do produto escolhido. As metas, por sua vez, serão guiadas por volume de recursos captado e NPS. As inscrições podem ser feitas no link: https://www.itau.com.br/investimentos/assessoria. Casa & Vídeo A Casa & Vídeo anuncia a abertura de mais de 200 vagas de emprego com a sua expansão para o mercado de São Paulo. As oportunidades são para as funções de operador de loja, operador fiscal, promotor de vendas, gerente, subgerente de checkout e subgerente, para atuação nas 15 lojas. As primeiras a serem inauguradas serão em Cidade Dutra, Largo Treze, São Mateus, São Miguel Paulista e Jardim Ângela, na cidade de São Paulo, além de Pindamonhangaba. Os interessados devem acessar o site https://casaevideo.gupy.io/ e inscrever-se nas oportunidades com "São Paulo e região" no nome. Fundação Instituto de Pesquisa e Estudo de Diagnóstico por Imagem (Fidi) A Fundação Instituto de Pesquisa e Estudo de Diagnóstico por Imagem (Fidi) busca médicos radiologistas e ultrassonografistas para suas unidades da rede pública da cidade de São Paulo. As oportunidades são para início imediato e os interessados devem enviar currículo para [email protected] O regime de contratação é por pessoa jurídica, sendo necessário ter CNPJ. Mais informações sobre a instituição podem ser obtidas em http://www.fidi.org.br/. Fluke A Fluke está com 47 vagas em aberto. As oportunidades são para Analista de BI / Dados, Analista de CRM, Analista de SEO e Inbound Marketing, Desenvolvedora Back-end, Desenvolvedora Front-end Mobile (React Native), Designer de Produto (UX/UI) e UX Researcher. Informações pelo link https://fluke.recruitee.com/ Co.Aktion A Co.Aktion, que reúne as empresas Aktie Now, Callwe, Droz e 2listen, têm 8 vagas abertas, com previsão de chegar a 16. As oportunidades são para Account Executive, Analista de Conteúdo, Analista de Dados, Analista de Inteligência de Mercado, Arquiteto de Soluções, Consultor de Implantação Bilíngue, Customer Success Manager, Desenvolvedor Full Stack e UX Designer. Informações pelo link: https://coaktion.gupy.io/

Pesquisa 'Sobrevivência de Empresas' revela que microempreendedores individuais têm a menor taxa de sobrevivência entre os pequenos negócios: 29%. Comércio é setor com maior taxa de mortalidade de MEIs, segundo pesquisa do Sebrae Reuters/Pilar Olivares Pesquisa "Sobrevivência de Empresas" divulgada pelo Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas) nesta segunda-feira (14) aponta que três em cada 10 microempreendedores individuais (MEIs) fecham as portas em até cinco anos de atividade no Brasil. A taxa de mortalidade de negócios desse porte é de 29%. No mesmo período, as microempresas têm uma taxa de falência de 21,6%, enquanto as de pequeno porte, de 17%. De acordo com o presidente do Sebrae, Carlos Melles, o estudo comprova que quanto maior o porte da empresa, maior a sobrevivência do negócio, uma vez que o empresário tem um preparo maior e, muitas vezes, opta por empreender por oportunidade e não por necessidade. A pesquisa aponta que 42% dos entrevistados estavam desempregados até três meses antes de abrir a empresa e 43% consideram que empreenderam por necessidade. “Entre os microempreendedores individuais há uma maior proporção de pessoas que estavam desempregadas antes de abrir o negócio e que, por isso, se capacitam menos e possuem um menor conhecimento e experiência anterior no ramo que escolheram, o que afeta diretamente a sobrevivência do negócio”, afirma Melles. É possível inferir também que a maior taxa de mortalidade dos MEIs também esteja associada à extrema facilidade de abrir e de fechar esse tipo de empreendimento, em comparação às Microempresas (ME) e às Empresas de Pequeno Porte (EPP). O cenário também é agravado pela dificuldade em obter crédito para manter o capital de giro e conseguir superar obstáculos, como os ocasionados pela Covid-19. “Independentemente do porte, 41% dos entrevistados citaram explicitamente como causa do encerramento da empresa a pandemia do coronavírus. Para 22%, a falta de capital de giro foi primordial para o fechamento do negócio”, explicou o presidente do Sebrae. De acordo com o Sebrae, entre as empresas que encerraram as suas atividades, cerca de 34% dos entrevistados acreditam que ter acesso a crédito poderia ter evitado o fechamento da empresa. Apenas 7% desse grupo de empresas solicitaram crédito bancário e obtiveram êxito. Ao analisar a sobrevivência por setor, a maior taxa de mortalidade em cinco anos é verificada no comércio (30,2%). Na sequência, aparecem indústria da transformação (com 27,3%) e serviços, com 26,6%. As menores taxas de mortalidade estão na indústria extrativa (14,3%) e na agropecuária (18%).

Iniciativa faz parte do projeto “Cultivando a Cidadania”. Governo do RN estima que, com a seca prolongada, mais de dez milhões de cajueiros foram dizimados no RN. Sistema penitenciário produz 15 mil mudas de caju para afetados pela seca Divulgação/Seap Detentas do sistema prisional do Rio Grande do Norte já produziram 15 mil mudas de caju para serem doadas a agricultores que tiveram os cajueiros dizimados pele seca. A iniciativa faz parte do projeto “Cultivando a Cidadania” da Secretaria da Administração Penitenciária (Seap), da Secretaria de Agricultura, da Pecuária e da Pesca (Sape) e da Emater, com apoio da Vara de Execuções Penais de Mossoró (VEP). A produção acontece no canteiro construído na Penitenciária Agrícola Dr. Mário Negócio, em Mossoró. Quinze internas trabalham nos canteiros de plantio das castanhas de caju, realizando também toda manutenção e enxerto das plantas. A Vara de Execuções Penais da Comarca de Mossoró contribuiu com recursos arrecadados de prestações pecuniárias para a construção da estufa com mil metros quadrados. A estrutura foi construída utilizando mão de obra carcerária capacitada pela Seap através de curso de pedreiro de alvenaria ministrado pelo Senai. De acordo com a Seap, as mudas sairão da penitenciária diretamente para as mãos de agricultores familiares que necessitam das políticas públicas. O projeto não tem fins lucrativos e as mudas serão distribuídas de forma gratuita em data a ser definida. O Governo do Estado estima que com a seca prolongada mais de dez milhões de cajueiros foram dizimados no RN. As detentas voluntárias estão sendo capacitadas pela Emater e, a cada três dias na lavoura, um será remido da pena. O diretor do estabelecimento prisional, policial penal Márcio Morais, explica que o trabalho no sistema prisional é fundamental para a ressocialização do indivíduo. “Esse projeto visa a ressocialização de internas que cumprem pena no Complexo Penal Doutor Mário Negócio, assim como fortalecer a caju cultura do Rio Grande do Norte”, disse.

Ideia é complementar educação com aulas de reforço ou até bolsas em instituições de ponta. Ana Paula Albuquerque, 12 anos, moradora da Maré, no Rio, faz parte do projeto do Instituto Sabendo Mais voltado a alunos com altas habilidades. Arquivo Pessoal Em busca de talentos "ocultos" nas escolas públicas, entidades ligadas à sociedade civil oferecem apoio a estudantes identificados com altas habilidades e superdotação. A ideia é oferecer um complemento à educação regular, com aulas de reforço ou até bolsas de estudo em instituições de ponta. O Censo Escolar indica que há, no Brasil, 24.424 estudantes considerados com altas habilidades/superdotação. O número poderia ser maior, caso fossem estimuladas a identificação destes casos e a notificação ao governo. Leia também: Superdotados enfrentam 'jornada' por direito à educação adequada nas escolas Quando identificados, a legislação prevê que estes alunos possam ter um enriquecimento curricular, quando o currículo é adaptado para estimular e desenvolver a habilidade do estudante aceleração de série, quando o alunos tem altas habilidades em todas as áreas e maturidade para estudar com colegas mais velhos um contraturno escolar, com atividades extras após as aulas regulares, que pode ocorrer em uma sala de recursos, dentro da escola. ou ainda serem atendidos em projetos sociais O risco de não identificar casos de altas habilidades é perder talentos, afirma a psicóloga doutora em educação, especializada em altas habilidades e superdotação, Cristina Delou. "Eles ficam entediados, desanimam, começam a dizer que não querem ir para escola porque não tem nada de novo, além do bullying entre adultos e crianças", afirma. "Ele desiste. Se a pessoa não for estimulada, ela vai ouvir que é um problema, que precisa ficar quieta, que não pode falar, questionar. Vai se retrair ou colocar fogo no parquinho", analisa a doutora em psicologia Christina Cupertino, coordenadora do Núcleo Paulista de Atenção à Superdotação. O G1 conversou com quatro alunos com altas habilidades e superdotação para saber o impacto desta identificação na vida escolar deles. Confira abaixo: 1º da família em uma universidade Joao Lucas Pereira, 18 anos, tem altas habilidades e foi aluno do Instituto Ismart, no Rio. Arquivo Pessoal João Lucas Pereira, 18 anos, é da Vila Kennedy, no Rio de Janeiro, bairro formado por uma favela e conjuntos habitacionais populares. Estudou na rede pública até o fim do ensino fundamental. "Minhas professoras sempre falavam para a gente tentar um milhão de concursos para um milhão de colégios diferentes", conta, referindo-se às provas seletivas que algumas escolas fazem para o ingresso no ensino médio. Uma destas provas era a do Instituto Social para Motivar, Apoiar e Reconhecer Talentos (Ismart), que atua em São Paulo, Cotia, São José dos Campos, Sorocaba, Rio de Janeiro e Belo Horizonte. A instituição está com processo seletivo aberto, que se encerra na próxima quinta-feira (17). João passou por avaliações que duram seis meses e têm cinco etapas. Foi identificado como superdotado e conseguiu uma vaga no colégio privado Sistema pH, onde fez o ensino médio. Para estudar lá, pegava quatro ônibus, o que levava duas horas, em cada trecho do trajeto. Filho de um pai que não concluiu o ensino fundamental e com uma mãe com escolaridade até o ensino médio, a preparação rendeu a João uma vaga na universidade. Ele será o primeiro da família a ter ensino superior: passou em 5º lugar no vestibular de direito do Insper. "Sofri bullying no colégio porque falava muito na sala, estava sempre à frente das coisas", relembra. "Minha família só começou a acreditar que eu poderia ter um caminho diferente quando viram que a bolsa era de verdade, que não ia ter que pagar, que eu pegava ônibus todo dia para estudar em um lugar longe de casa", conta. "É realmente muito triste para mim ver que crianças e adolescentes com potencialidades incríveis, da minha comunidade, não conseguem ter desenvolvimento pleno por conta de 'N' questões da comunidade e tudo mais", relata. "O meu sonho, independente de qualquer profissão que eu vá ter no futuro, é impactar a sociedade de maneira positiva e poder devolver isso para a sociedade", aposta. Na favela da Maré, talentos a lapidar Ana Paula Albuquerque, 12 anos, moradora da Maré, no Rio, faz parte do projeto do Instituto Sabendo Mais voltado a alunos com altas habilidades. Arquivo Pessoal Na comunidade da Maré, no Rio de Janeiro, Ana Paula de Albuquerque, 12 anos, chamava a atenção da família desde pequena, porque aprendia as coisas rápido, conta a mãe Luciana Maximiano. Aprendeu a ler em duas semanas, segundo Luciana, com a ajuda de uma professora particular. "Como moramos em comunidade, quando tinha operação policial, ela ficava sem aula. Para não ficar muito tempo sem estudar, contratei uma professora", conta. Na escola regular, na rede pública do Rio, Ana Paula costumava terminar as atividades rápido, antes dos colegas. Para manter a menina entretida, a professora pedia para ajudar os colegas. Na Maré, há atuação do Instituto Sabendo Mais, que aplica provas em escolas públicas para "garimpar" talentos escondidos. Ana Paula se destacou. Foi identificada com altas habilidades e passou a ter aulas no contra-turno escolar, dentro do instituto. A ideia, conta a diretora presidente Sandra Garcia, é enriquecer o repertório cultural e estimular o raciocínio. Assim, os estudantes ficam mais capacitados para concorrer a vagas em escolas bem avaliadas. A preparação lhe rendeu uma vaga no Centro de Aplicação (CAP) da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) para o 6º ano do ensino fundamental. Do trauma na vida escolar ao autoconhecimento Emille Mascarenhas, 23 anos, foi identificada como superdotada aos 14 anos. Tem altas habilidades em artes, literatura, história, política, e economia Arquivo Pessoal Emile Mascarenhas, 23 anos, é de São Luís e estuda letras na Universidade Estadual do Maranhão (Uema). Ela foi identificada com altas habilidades aos 14 anos após passar por uma avaliação no Núcleo de Atividades de Altas Habilidades/Superdotação (NAAH/SD), ligado ao governo do Estado. Foi levada até lá pela mãe, que já investigava a característica na irmã de Emile. "Antes do diagnóstico, foi tudo bem complexo. Toda a minha história escolar é bem traumática. Tem períodos que apaguei da lembrança, porque cheguei a um nível de esquecer para não continuar machucando", conta. Mas, como não externava os problemas e tirava notas satisfatórias, o drama interno de Emile passava despercebido. Ela conta que estudantes com AH/SD podem ser muito perfeccionistas e terem aversão ao erro. Em uma ocasião, uma professora de matemática confundiu ela com outra Emile da turma, e disse em frente à classe que ela havia ido mal na prova, e corrigiu as questões no quadro-negro. "A professora disse que eu estava sendo burra, olhando para mim. Nunca mais consegui levantar a cabeça em sala de aula", relembra. Emile tem altas habilidades em artes, literatura, história e política. Mas já ficou em recuperação em inglês, por exemplo. "Por isso é difícil identificar. As escolas não têm métodos de avaliação diferentes que possam acompanhar o ritmo do aluno", critica. "E a gente demora a descobrir as habilidades. Eu tinha plena convicção que todas as crianças poderiam fazer o mesmo que eu, se tentassem", revela. Na graduação em letras, Emile conta que os debates sobre superdotados não são aprofundados, o que pode levar à uma falha na formação dos professores. "Tive alguns professores que 100% ignoraram quando levava estas discussões na aula. Em algumas disciplinas tínhamos discussões sobre educação especial e se falava muito sobre todas as deficiências, mas nunca eram mencionadas as altas habilidades", conta. Encontrou seus 'pares' Samuel Araújo (à esq), com a mãe Josiane Araújo e o pai Francisco Araújo. Arquivo Pessoal "Tinha essa ideia de que superdotação era um gênio. Nunca pensei isso a respeito do meu filho, mas via que tinha muita facilidade para aprender", conta Josiane Araújo, 58 anos. Ela é mãe de Samuel Araújo, 13 anos, aluno da rede pública do Paraná, identificado como superdotado aos 8. Nos primeiros anos do ensino fundamental, Samuel era um aluno inquieto: questionava as professoras, era agressivo com colegas. Os pais achavam que o histórico de adoção influenciou a adaptação do menino. "Ele tinha comportamento muito agitado, inquieto, perguntador, questionava as professoras, isso as irritava demais. Eu recebia muitas reclamações a respeito do comportamento do Samuel, mas não das notas", relembra. "Quando foi para o segundo ano, continuou com o mesmo comportamento, mas a professora teve um olhar diferenciado. Ela avaliou que ele precisaria de uma psicóloga para dar um acompanhamento." Aos 8 anos, ela o encaminhou ao psicólogo da rede municipal de Pinhais, no Paraná, e após três meses de avaliações ele foi identificado com altas habilidades em linguística. A secretaria municipal de Educação o direcionou para uma Sala de Recursos Multifuncionais, complementar à educação regular. Assim, ele fazia ensino regular em uma escola, em um turno, e atendimento para altas habilidades em outra escola, com uma professora doutora no assunto. "Ali, ele encontrou seus pares e melhorou muito seu comportamento", conta Josiane Araújo. Segundo a mãe, depois que a superdotação foi identificada, a relação com o menino ficou mais fácil, porque os pais passaram a entender as necessidades do filho. Ela também se envolveu nas atividades da área, e, como arquiteta, chegou a dar aulas de noções de arquitetura para crianças superdotadas e participar de palestras sobre o tema. "O superdotado é uma criança normal, com necessidades normais, e um adicional. Não digo que é tranquilo, mas com o conhecimento adquirido ficou mais fácil ao longo do tempo. Tanto para nós, pais, quanto para ele, indivíduo, para não se entender como alguém diferente", afirma. O que são altas habilidades/superdotação? Pela definição do psicólogo educacional americano Joseph Renzulli, pessoas com altas habilidades ou superdotação têm três traços predominantes: habilidade acima da média: raciocínio em leitura e matemática, relação especial, memória e vocabulário comprometimento: é a motivação empregada ao desenvolver uma tarefa, um foco ou concentração na atividade, com perseverança e paciência criatividade: pensamentos originais, criativos, flexíveis. Mas há diferentes graus de superdotação, explica Christina Cupertino. "O mais comum de encontrar são pessoas que têm desempenho médio ou baixo em algumas áreas e se destacam em outras", afirma. Contatos Instituto Sabendo Mais Site: https://institutosabendomais.org/ Telefone: (21) 3865-7747 E-mail: [email protected] Instituto Social para Motivar, Apoiar e Reconhecer Talentos (Ismart) Site: https://www.ismart.org.br/ Instagram: @ismart.oficial E-mail: [email protected] Núcleo de Atividades de Altas Habilidades/Superdotação (NAAH/S) “Joãosinho Trinta” Instagram: @naahsjoaosinhotrinta Telefone: (98) 3244-0756 E-mail: [email protected] Veja mais vídeos de Educação

Brasil tem 24 mil estudantes com aprendizagem acima da média, segundo Censo Escolar. Especialistas afirmam que número poderia ser ainda maior. Pedro Alonso, 13 anos, identificado como altas habilidades para história. Arquivo Pessoal. O estudante Pedro Alonso, 13 anos, já trocou de escola quatro vezes. Seu raciocínio rápido faz com que termine as tarefas antes do esperado e, quando não tinha o que fazer durante as aulas presenciais, incomodava os professores e alunos. Mas ele não era um "problema". Identificado com altas habilidades/superdotação, termos identificados pelas siglas AH/SD, saber mais do que a média deveria ajudá-lo na rotina escolar. Não ajudou. O caso ganha contornos ainda mais peculiares porque Pedro também tem autismo, o que demanda uma outra abordagem pedagógica. As leis e regras educacionais preveem atendimentos específicos para AH/SD, mas nem sempre isso ocorre. "A gente cansa de tentar fazer valer os direitos. Quando chega no limite, é mais fácil trocar de escola", afirma a mãe, Pricilla Alonso, 51 anos. O Brasil tem 24.424 estudantes considerados com altas habilidades/superdotação. Mas o número poderia ser maior, com identificação dos casos e notificação ao governo. Pedro Alonso é um dos "famosos" dentro desta área. Seu canal no YouTube, sobre curiosidades, tem 13 mil seguidores. Ele já frequentou os palcos das palestras "TED" (veja vídeo abaixo) e já fez parte do quadro "Pequenos Gênios", do programa Caldeirão do Huck. Um talento que foi estimulado por iniciativa da família, segundo a mãe, porque as escolas não adotaram ações que atendessem às habilidades do menino. "Eu tive que brigar na antiga escola do Pedro para eles adaptarem algumas coisas. Em outra, a coordenadora proibiu ele de interromper o professor em sala, para que as outras crianças não achassem que o professor não sabia de nada", fala Pricilla. "Ele achava as aulas repetitivas, porque outras crianças precisam de repetição. Mas ele fazia tarefa, e saia da sala, ia para a biblioteca. Tinha dias que o professor nem mandava chamar de volta", lamenta. A legislação prevê: Enriquecimento curricular ou suplementação: o currículo é adaptado para estimular e desenvolver a habilidade do estudante. É comum em casos em que o aluno tem superdotação em uma área, mas fica na média em outras. Nestes casos, o estímulo ao raciocínio e tem que ser direcionado; Aceleração de série: voltado a alunos com altas habilidades em todas as áreas, e maturidade para estudar com crianças mais velhas. Neste caso, o aluno avança de ano e estuda o mesmo currículo que os colegas daquela série. Contraturno escolar: atividades extras após as aulas regulares. Pode ocorrer em uma sala de recursos, dentro da escola. Ou ainda, projetos sociais que atendem estes estudantes. Há ONGs que oferecem reforço escolar para alunos de escolas públicas com altas habilidades. Outras, fazem parceria com colégios particulares de elite para dar bolsas a alunos carentes superdotados. Pedro avançou duas vezes de série e, aos 13, está no primeiro ano do ensino médio. Hoje estuda em uma escola particular em Americana, interior de São Paulo. Não houve adaptação do currículo porque o nível das disciplinas já atendem à curiosidade do menino. Como forma de complementar a educação, Pricilla paga por aulas particulares em um projeto para superdotados. A advogada Claudia Hakim, ela mesma com dois filhos com altas habilidades, acabou se especializando na área para fazer valer os direitos que não eram atendidos. Sua atuação já se estendeu para mais de 200 famílias, que entraram com ações judiciais para garantir os direitos das crianças superdotadas. A maioria, conta, é para fazer aceleração de série ou matricular estudantes aprovados em universidades antes de concluir o ensino médio. "É importante o reconhecimento precoce e o atendimento. A legislação é clara e farta, o problema é a falta de identificação. Falta capacitação de profissionais, professores, diretores, para perceber superdotação. E há desconhecimento da lei por parte da secretaria de educação", aponta. O risco de não identificar casos de altas habilidades é perder talentos, afirma a doutora em psicologia Christina Cupertino, coordenadora do Núcleo Paulista de Atenção à Superdotação. "Ele desiste. Se a pessoa não for estimulada, ela vai ouvir que é um problema, que precisa ficar quieta, que não pode falar, questionar. Vai se retrair ou colocar fogo no parquinho", analisa. Especialistas alertam que há falta de capacitação de professores para identificar casos que precisam ser encaminhados para avaliação, e também o despreparo de algumas escolas ou redes de ensino. "Nas faculdades de pedagogia, as altas habilidades são notas de rodapé. Não é que a pessoa não faz [a identificação] porque não quer, ela não faz porque não sabe", afirma Cupertino. Mas, o que são as altas habilidades e superdotação? Os termos "altas habilidades" e "superdotação" são sinônimos, segundo a mestre em educação de superdotados e membro do Conselho Brasileiro de Superdotação Cristina Delou. Ele está relacionado à aprendizagem, à forma como o raciocínio e a memória se constroem, explica Delou. Os testes geralmente levam meses para serem concluídos. Quem aplica precisa também observar a forma como aquele aluno pensa. Pela definição do psicólogo educacional americano Joseph Renzulli, pessoas com altas habilidades ou superdotação têm três traços predominantes: habilidade acima da média: raciocínio em leitura e matemática, relação especial, memória e vocabulário comprometimento: é a motivação empregada ao desenvolver uma tarefa, um foco ou concentração na atividade, com perseverança e paciência criatividade: pensamentos originais, criativos, flexíveis. Mas há diferentes graus de superdotação, explica Christina Cupertino. "O mais comum de encontrar são pessoas que têm desempenho médio ou baixo em algumas áreas e se destacam em outras", afirma. Legislação O conceito de altas habilidades/superdotação só passou a fazer parte da Lei de Diretrizes e Bases (LDB), que regulamenta a educação no país, em 2013. Naquele ano, foi promulgada a lei nº 12.796, que altera a LDB e estabelece "atendimento educacional especializado gratuito aos educandos com deficiência, transtornos globais do desenvolvimento e altas habilidades ou superdotação, transversal a todos os níveis, etapas e modalidades, preferencialmente na rede regular de ensino". Dois anos depois, em 2015, a lei 13.234 foi promulgada para tornar obrigatório identificar, cadastrar e atender estudantes com estas características. O Plano Nacional de Educação (PNE) prevê em sua meta 4 matricular todas as crianças de 4 a 17 anos com deficiências, transtornos de comportamento ou altas habilidades ou superdotação e ofertar atendimento especializado até 2024. Mas, segundo o observatório que monitora o andamento das metas, faltam pesquisas e indicadores que apontem se o objetivo está sendo cumprido. Saiba mais sobre Educação

Fraude, que também é promovida por e-mail, pode aparecer em pesquisas por termos como 'quitar dívidas' ou 'limpar nome'. Após 'negociar' um desconto, criminosos oferecem boleto falso para a quitação da dívida. Altieres Rohr/G1 Golpistas estão contratando a plataforma de publicidade do Google para impulsionar sites falsos aos primeiros resultados de buscas relacionadas à quitação de dívidas e boletos. Isso é possível porque, antes dos resultados ditos "orgânicos" – que dependem da relevância de cada página –, o Google mostra os links patrocinados por quem paga pelo destaque. Golpes no WhatsApp: saiba como se proteger Pesquisar para "quitar boletos", "limpar nome" e "pagar dívida" são alguns exemplos em que esses sites podem aparecer em meio a outras páginas legítimas de bancos e assessorias de cobrança, prejudicando usuários e empresas legítimas do setor. O blog tem monitorado os resultados das buscas desde fevereiro e encontrou vários resultados fraudulentos em todas as vezes que os termos foram checados. A última checagem foi neste domingo (13), em que um dos resultados para "quitar dívida" era um site falso em nome do Serasa. Além da Serasa e outra empresa, Google deixou link para site fraudulento com endereço 'genérico' Reprodução Caso a vítima acesse o link oferecido, a página normalmente promete descontos para quitar dívidas ou boletos. Na maioria das vezes, é sugerido que a vítima inicie uma negociação por WhatsApp. Durante a conversa pelo aplicativo, os golpistas pedem dados, como nome e CPF, e podem solicitar detalhes sobre os débitos pendentes. Em seguida, é oferecido um desconto e um boleto para o pagamento. Se o boleto for pago, o dinheiro irá para a conta dos criminosos e as dívidas não serão pagas. Recuperar o dinheiro pode ser muito difícil, já que os valores poderão ser sacados já no dia seguinte. Nesta pesquisa, o primeiro resultado por 'quitar dívida' aponta para site que foi suspenso em nome de empresa que não existe Reprodução Os golpistas muitas vezes prometem que o nome ficará limpo em 72 horas após o pagamento, permitindo que eles ganhem tempo para retirar o dinheiro do banco. Adriano, que mora em Diadema (SP), enviou um e-mail ao blog contando que sua esposa foi vítima do golpe da quitação falsa. No caso dele, os criminosos utilizaram um e-mail para divulgar o site falso, mas a negociação também ocorreu pelo WhatsApp informado na página. "Eles pedem o CPF e aparece todas as nossas dívidas, tudo direitinho. Embaixo ele faz uma proposta mais barata, pouco menos que a metade do preço, para você quitar. Na hora, na inocência, a gente pensa que é verdade, porque é tudo direitinho, e acaba caindo", relembra Adriano. Golpes no Whatsapp: saiba como se proteger Como evitar o golpe Segundo Paula Gasola, coordenadora da comissão de prevenção de fraudes da Associação Nacional das Instituições de Crédito (Acrefi), conferir o beneficiário do boleto é a dica mais importante para evitar essa fraude. A informação completa sobre o beneficiário, como nome e CNPJ, deve aparecer durante a confirmação do pagamento do boleto. Na maioria das fraudes, os dados do beneficiário não vão corresponder a qualquer entidade legítima. "O beneficiário será uma pessoa física ou uma pessoa jurídica que não é credora daquele débito", explica Gasola. Como identificar se um boleto é verdadeiro ou falso? Qual o meio mais seguro para pagar um boleto? Segurança dos boletos: o que fazer com cobranças não autorizadas no DDA? Como identificar vírus que mudam boletos? Página falsa usa o nome da plataforma Nome Limpo da Serasa, mas redireciona vítima para canal de contato que não pertence à empresa. Reprodução Outro ingrediente essencial do golpe são as informações entregues pela própria vítima, como nome, CPF e dados da dívida. Com isso em mãos, o criminoso pode apresentar dados aparentemente legítimos sobre o débito. "Nunca forneça seus dados em um link de WhatsApp ou através de um site que não é da instituição", recomenda Gasola. Desconfiar dos descontos oferecidos também pode ajudar. Em muitos casos, o consumidor pode conseguir qualquer desconto disponível negociando diretamente com a empresa credora. Como os golpistas não se limitam aos descontos reais, eles normalmente farão ofertas incompatíveis com aquilo que os credores oferecem. Gasola recomenda que o consumidor busque a própria instituição, e não um intermediário, para se informar sobre possíveis descontos. Baixa complexidade técnica dificulta repressão Segundo o especialista em segurança Aldo Albuquerque, da Tempest Security Intelligence, este não é um golpe novo e nem é difícil de ser realizado do ponto de vista técnico. Graças ao monitoramento de especialistas e do próprio Google, estas páginas não costumam ficar muito tempo no ar. Por isso, a evolução do golpe tem o objetivo de dificultar esse trabalho. "Os criminosos têm preferido registrar domínios ou utilizar sites de hospedagem gratuita, pois isso aumenta a credibilidade do golpe perante as vítimas e em alguns casos ajudam na permanência do site fraudulento do ar por mais tempo", revela Albuquerque. Outra tática, que a Tempest vem observando desde o início da pandemia, é a divulgação de links diretos do WhatsApp. Nesse caso, não há uma página falsa – apenas o contato direto com o fraudador. Mais recentemente, esses links também começaram a aparecer em e-mails enviados em massa. Como o WhatsApp já se tornou um meio legítimo de interação com prestadores de serviços e comerciantes, muitas vítimas acabam não suspeitando da fraude. "Os fraudadores se aproveitam dessa tendência para se passar por estes canais oficiais e aumentam a credulidade do golpe", explica o especialista. O que diz o Google Mesmo com a recorrência da fraude ao longo dos meses, o Google não se comprometeu com a adoção de medidas específicas para coibir esta fraude. Em resposta ao blog, empresa destacou que combate todo tipo de fraude publicitária e que removeu 3,1 bilhões de anúncios em 2020 – uma média de 5,9 mil remoções por minuto. Essas remoções dependem de uma violação explícita das políticas do Google. "Quando não há elementos suficientes para identificar se houve uma violação das nossas políticas, cabe à Justiça determinar a remoção do conteúdo, de acordo com os termos do Marco Civil", defendeu a empresa. O Google recomendou que usuários só forneçam seus dados em serviços e aplicativos legítimos, como o banco ou páginas do governo. Dados não devem ser fornecidos quando não houver certeza de que se trata de uma comunicação legítima. A empresa também informou que usuários podem denunciar peças de publicidade suspeita. A denúncia exige que o usuário clique no link "Por que esse anúncio?", acessível por um pequeno ícone no canto da peça. Durante a pandemia, o Google adotou resultados especiais em buscas ligadas ao coronavírus para evitar fraudes e a desinformação. O blog perguntou se uma medida semelhante poderia ser adotada com as fraudes financeira. A empresa respondeu apenas que continuaria tomando as medidas cabíveis para anúncios que violem suas políticas. Só usuários têm acesso a dados, diz Serasa Os criminosos utilizam marcas inventadas em muitas das páginas falsas, o que ajuda a desviar a atenção de especialistas e filtros. Ainda assim, muitas ofertas fraudulentas são realizadas em nome da Serasa, que também opera uma plataforma legítima de negociação, a "Serasa Limpa Nome". O blog perguntou se a Serasa sabia de alguma fraude em que os criminosos conseguiram obter dados referentes às dívidas diretamente dos sistemas da empresa. A empresa alegou que o acesso aos dados de dívidas é pessoal – ou seja, apenas o próprio indivíduo tem acesso a eles pelo site da Serasa. Contudo, muitos dados públicos disponíveis na web, como as redes sociais, facilitam a criação de fraudes. "Infelizmente, os crimes virtuais têm aumentado bastante e os criminosos podem conseguir dados apenas acessando as redes sociais de qualquer pessoa, como por exemplo dia do aniversário, local de trabalho, nome de companheiro (a), endereço, entre outros", alertou a empresa. A companhia revelou que monitora a web para identificar e denunciar páginas falsas, mas reconheceu que há desafios. "A criação de novas páginas fraudulentas é bastante frequente, considerando a facilidade para sua criação e a dificuldade de alcançar os responsáveis", disse a Serasa. Por esse motivo, a Serasa disse que disponibiliza materiais informativos em seu site para ajudar o consumidor a identificar ou ao menos suspeitas das fraudes. Fraude também prejudica empresas do setor No fogo cruzado entre as grandes empresas do mercado, o Google e os golpistas, anunciantes de menor porte podem acabar com dificuldade para divulgar seus serviços – tanto por serem confundidos com os golpistas como pelo preço elevado da publicidade. Segundo Carlos Roberto, que atua como profissional de marketing digital especializado em Google Ads e acompanha fraudes como essas há anos, a presença dos criminosos inflaciona o preço dos "cliques" nos anúncios, que são decididos por um "leilão". Quanto mais anunciantes estão interessados em adquirir uma posição privilegiada, maior precisa ser o valor oferecido pelos cliques. No caso dos termos em que há presença de fraudadores, o custo pode chegar a 12 reais por clique, segundo Roberto. Isso acontece porque os golpistas podem "pagar" a publicidade com dinheiro roubado ou cartões falsos, colocando valores acima do que é sustentável no mercado. "As maiores prejudicadas são as fintechs, que precisam gastar mais com publicidade devido ao custo maior do leilão da primeira página do Google. E muitos usuários que poderiam contratar serviços financeiros online ficam com receio por já terem caído em golpe ou por estarem sem dinheiro para conseguir contratar um serviço real", opina Roberto. Além de quitação de dívida, também há outros golpes, como supostos empréstimos que exigem pagamento antecipado e investimentos com retornos falsos. Para o profissional, seria necessário mudar o procedimento de aprovação de anúncios para acabar com essas e outras fraudes. Hackers invadem perfis de Facebook e Instagram para realizar golpes em posts patrocinados Embora uma página falsa possa ficar de uma a duas semanas nos resultados, ele acredita que o problema não seria solucionado mesmo que os anúncios fossem derrubados em menos de três dias. Como os criminosos sempre não têm apego a uma marca e nem custo alto para criar os sites, eles só teriam de aumentar o ritmo da criação de páginas falsas para que o golpe continuasse lucrativo. "Na minha opinião, como o Google detém o monopólio da internet, é obrigação do motor de busca impedir que esses resultados de anúncios apareçam no topo das pesquisas", diz Roberto. Segundo dados da statCounter para maio de 2021, o Google detém 96,88% do mercado de buscas no Brasil. Dúvidas sobre segurança, hackers e vírus? Envie para [email protected] Veja dicas para se manter seguro on-line :

Secretaria de Saúde afirma que abastecimento foi normalizado nessa segunda-feira (14) e culpa a pandemia pela escassez de medicamentos. Unidade registra taxas de ocupação acima de 80% nos leitos para Covid. Servidores do HGR denunciam falta de medicamentos, EPI's e médicos O Hospital Geral de Roraima (HGR) está com estoque baixo ou zerado de remédios, equipamentos de proteção individual (EPI) e registra até falta de médicos. A denúncia é de servidores que trabalham na unidade, a única para tratamento de casos graves da Covid-19. "Nesses últimos dias faltou glicose, essencial para manter a vida. Noradrenalina, eletrodos, luvas de procedimento. Faltaram materiais que nos deixaram muito decepcionados, desgostosos. Saímos do plantão com uma sensação ruim", disse um dos servidores, sob a condição de anonimato. Além da falta de materiais e medicamentos, os profissionais precisam lidar ainda com alagamentos no maior hospital do estado. No último dia 2, corredores e salas do da unidade foram inundados após uma forte chuva em Boa Vista. Em meio ao caos, o secretário de Saúde, Airton Cascavel, chegou a fazer um vídeo selfie com a legenda: "vivendo o problema de perto no HGR". Cartaz no HGR lista materiais com estoque zerado na unidade Arquivo Pessoal Conforme o Conselho Regional de Enfermagem de Roraima (Coren-RR), o órgão já recebeu diversas denúncias sobre a falta de EPI's na unidade, o que representa risco aos pacientes e aos próprios servidores. A imagem de um aviso dentro do HGR, mostra uma lista de materiais em falta na unidade. Procurada, a Secretaria de Saúde (Sesau) informou em nota que o abastecimento de materiais e medicamentos foi normalizado nesta segunda-feira (14). Sobre a escassez, disse que é efeito da pandemia. "A escassez de medicamentos é um efeito mundial em razão da pandemia de covid-19, o que deixou a indústria farmacêutica sem matéria-prima suficiente para atender a atual demanda", complementa a nota. Leitos para Covid-19 A quantidade de leitos para Covid-19 no HGR foi reduzida duas vezes pelo governo, em 22 de maio e 2 de junho. Antes da primeira redução, a unidade tinha 267 exclusivos para o tratamento da doença, entre UTI, semi-intensivos e clínicos. Atualmente, são 147 ao todo. No boletim epidemiológico da Sesau desta segunda-feira, foi registrada alta taxa de ocupação nas vagas para Covid-19. Em um dia, a ocupação dos leitos clínicos subiu de 82% para 94%. Nos leitos semi-intensivos a ocupação segue em 90% pelo segundo dia seguido. Na atualização, a UTI registrou queda na taxa, e passou de 87% para 85%. No Pronto Atendimento Airton Rocha, anexo ao HGR, a taxa de ocupação segue pelo segundo dia em 100% nos leitos semi-intensivos. Já os clínicos, tiveram nova alta na taxa, e passaram de 55% para 78% de ocupação, conforme o boletim. Pandemia Nesta segunda-feira, Roraima confirmou mais 226 casos da doença. Com isso, já são 107.872 infectados desde o início da pandemia. Uma morte foi confirmada, segundo o boletim. Ao todo, 1.680 pessoas perderam a vida em decorrência da Covid-19 em Roraima.

Dos 83 leitos clínicos disponíveis, 78 estão ocupados. Leitos semi-intensivos permanecem em 90% pelo segundo dia seguido. Em contrapartida, ocupação na UTI diminuiu de 87% para 85%. Dados são da Sesau. Hospital Geral de Roraima (HGR) Ascom/Sesau Em um dia, a ocupação dos leitos clínicos no Hospital Geral de Roraima (HGR), subiu de 82% para 94% conforme boletim epidemiológico da Secretaria de Saúde (Sesau), dessa segunda-feira (14). A unidade é a única para tratamento de casos graves da Covid-19 no estado. Dos 83 leitos clínicos disponíveis, 78 estão ocupados. Já os leitos semi-intensivos permanecem com 90% de ocupação pelo segundo dia seguido. Na atualização, a UTI registrou nova queda na taxa, e passou de 87% para 85%. A quantidade de leitos para Covid-19 no HGR, foi reduzida duas vezes pelo governo em 22 de maio e 2 de junho. Antes da primeira redução, a unidade tinha 267 exclusivos para o tratamento da doença, entre UTI, semi-intensivos e clínicos. Atualmente, são 147 ao todo. Outras unidades O Pronto Atendimento Airton Rocha, anexo ao HGR, segue pelo segundo dia com taxa de ocupação em 100% nos leitos semi-intensivos. Já os clínicos, registram alta na taxa, e passaram de 55% para 78% de ocupação, conforme o boletim. No Hospital da Criança Santo Antônio, única unidade infantil do estado, a taxa de ocupação em leitos clínicos subiu para 76% e na UTI passou de 20% para 30%. Pandemia em Roraima Nesta segunda-feira, Roraima confirmou mais 226 casos da doença. Com isso, já são 107.872 infectados desde o início da pandemia. Uma morte foi confirmada, segundo o boletim. O óbito ocorreu no dia 12 desse mês. A vítima era moradora de Boa Vista. Ao todo, 1.680 pessoas perderam a vida em decorrência da Covid-19 em Roraima. Além disso, houve também aumento no número de óbitos em investigação pela Sesau, para determinar se a causa está relacionada ao coronavírus. O total passou de 64 para 72 na atualização. Atualmente, 101.680 pessoas são consideradas recuperadas da Covid, após tratamento médico. O estado contabiliza pacientes como recuperados, automaticamente, após 21 dias da notificação de suspeita da doença.

O desafio é correr 4, 8 ou 10 quilômetros. Preparação para corrida Divulgação/Arquivo O Departamento de Educação Física e o Clube de Corrida da Universidade Federal de Sergipe (UFS) está com inscrições abertas, até esta terça-feira (15), para um desafio virtual - uma corrida que poderá acontecer nos dias 18, 19 ou 20 de junho, cujo trajeto será da escolha do próprio participante. De acordo com a UFS, é necessário escolher o dia entre os propostos e o horário e optar por um dos três percursos: 4, 8 e 10 quilômetros. A corrida será dividida em categorias: masculina e feminina e de distância, com premiação para todas. A categoria A, de 4 quilômetros, é indicada para iniciantes; a categoria B, de 8 quilômetros, oferecida para os corredores intermediários; e, por sua vez, a categoria C, de 10 quilômetros, é indicada para corredores mais experientes. Para participar, o candidato pode se inscrever através de um formulário disponibilizado online. Para a divulgação do resultado e para participar da premiação, o participante deverá enviar o seu resultado para as redes sociais do Clube de Corrida da UFS juntamente com o nome completo e o tempo que levou para executar o trajeto, que poderá ser medido através de aplicativos ou relógios com GPS. A comissão organizadora, composta por alunos e professores do departamento, ressalta a importância da leitura atenta do regulamento da corrida e que o atleta deve estar em boas condições físicas, tomando todos os cuidados necessários para uma participação segura e responsável.

Seis coletivos foram completamente destruídos pelas chamas, que estavam muito altas. Havia uma grande cortina de fumaça escura. Ônibus foram queimados em incêndio Reprodução/TV Globo Um incêndio atingiu uma garagem de ônibus de turismo, no bairro Aparecida, na Região Noroeste de Belo Horizonte, na manhã desta terça-feira (15). Seis coletivos foram completamente destruídos pelas chamas, que estavam muito altas. Havia uma grande cortina de fumaça escura. O incidente aconteceu na Rua Argemiro Rodrigues da Silva e, ao lado da garagem, há imóveis, entre eles um prédio residencial, que foi esvaziado. Incêndio de grande proporções atinge garagem de ônibus, em Belo Horizonte Reprodução/TV Globo Às 6h50, viaturas do Corpo de Bombeiros estavam no local e militares faziam o combate às chamas. A rua foi totalmente interditada. Até a última atualização desta reportagem, não havia informação sobre vítimas. Cortina de fumaça era vista de longe Reprodução/TV Globo Vídeos mais assistidos no G1 Minas:

Dados levantados pelo G1 no domingo (13) mostram que sistema do estado tem 15,6% menos infectados e 9,1% menos óbitos do que ocorreram na região. Teste para novo coronavírus pela Secretaria de Saúde do Distrito Federal Breno Esaki/Agência Saúde Quinze meses depois do início da pandemia, os sistemas de notificação de casos e mortes por Covid-19 das prefeituras da região e do governo do estado ainda não mostram sincronia. O G1 fez um levantamento dos boletins epidemiológicos sobre a Covid-19 dos 42 municípios da região e comparou com os dados disponibilizados pela Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados (Seade), plataforma que reúne os dados já contabilizados pelo Estado dos seus 645 municípios e constatou que, no domingo (13), faltavam no sistema estadual 27.728 casos e 393 mortes que constavam em boletins municipais (veja a diferença de cada cidade na tabela abaixo). Isso significa que o estado tem contabilizado em seu sistema 15,6% menos casos e 9,1% menos óbitos por Covid-19 do que ocorreram na região. As prefeituras consultados afirmam que abastecem diariamente o sistema do E-SUS, do Ministério da Saúde. Já a Secretaria Estadual de Saúde afirma que as diferenças são referentes aos processos de apuração e cadastro dos dados (veja posicionamentos abaixo). Segundo os especialistas, os dados sobre infectados e mortos pela Covid são fundamentais para o estabelecimento de políticas para o controle da doença. Veja algumas diferenças que chamam a atenção: São Carlos líder de casos e com menos mortes do que registrado pelo estado Entre as 42 cidades da região, São Carlos é a primeira que aparece no ranking de casos do estado, na 28ª posição, com 20.273 infectados pela doença, à frente de Araraquara, que na tabela do Seade tem 19.378, mas, na realidade registrou 23.561 infectados até domingo (4.193 casos a mais) e lidera na região em número de casos. São Carlos, por sua vez, tinha 20.802 casos no domingo. Também sobre São Carlos havia 12 mortes no boletim do estado a mais do que no boletim municipal. Essa diferença chegou a 20 mortes em 8 de junho. A cidade é uma das poucas em que o número de mortes é maior no sistema estadual e a com maior diferença nesse quesito. A Prefeitura de Araraquara disse que Secretaria Municipal de Saúde realiza diariamente o lançamento dos dados sobre a Covid-19 no sistema do Estado de SP, assim como os cadastros de óbitos. Não há atraso na comunicação dos dados, por parte do município. Já a Prefeitura de São Carlos justificou que o banco de dados do E-SUS esteve indisponível a alguns dias e a Vigilância Epidemiológica não conseguiu acessar o banco de dados pelo E-SUS, acessando somente os casos positivos liberados pelos laboratórios locais. Quanto aos óbitos, a Vigilância Epidemiológica iria reavaliar o banco do Sistema SIVEP GRIPE (utilizado pelas Vigilâncias Epidemiológicas do estado para inserção de fichas dos casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave -SRAG) para identificar se houve inserção de óbitos de São Carlos em outros municípios, que acreditava ser o motivo da diferença, já que muitos municípios demoram para fazer o registro no sistema. Quase metade das mortes e seis vezes menos casos em Brotas Brotas está entre as que apresentam maior divergência de dados, tanto de casos quanto de morte. No Seade estão registrados apenas 465 casos em Brotas, sendo que a cidade tinha confirmado, até domingo, 2.761(uma diferença de 2.296 infectados), quase seis vezes mais. No número de mortes, a diferença chega a 92%. Enquanto a cidade tinha 69 óbitos, o sistema do estado registrava 33 mortes menos. O G1 procurou a Prefeitura de Brotas por e-mail e telefone, mas não obteve uma resposta sobre a diferença de dados. Menos casos e mortes em São José do Rio Pardo Para a cidade de São José do Rio Pardo há uma diferença de 2.205 casos e 52 mortes entre os dados municipais e estaduais. Estão registradas no Seade 70 mortes, marca que foi atingida na cidade em 5 de abril, dia em que foram registradas 4 mortes e a soma chegou a 72. Atualmente, a cidade tem 123 óbitos e não registra novas mortes desde 7 de junho. A prefeitura diz que o sistema e-SUS Notifica tem sido atualizado diariamente, no entanto, sempre ocorrem problemas durante a digitação. “Sabemos que há também um determinado período para que as notificações digitadas sejam contabilizadas pelo Seade. Os problemas já foram reportados a Regional de São João da Boa Vista, não só pelo município de São José do Rio Pardo quanto por outros municípios, que de imediato reportaram as dúvidas ao suporte responsável pelo sistema”, afirmou em nota. Diferença de casos e mortes em Mococa Em Mococa, a diferença de mortes também é alta. Enquanto o boletim municipal traz 214 óbitos, o Seade tinha registrado 182 (32 mortes a menos). Já a diferença de casos chega a 1.397. A Vigilância Epidemiológica de Mococa reconheceu que a divergência de dados era muito grande, mas não soube dizer as razões para a diferença. “Em relação aos óbitos temos a confirmação de que todos estão devidamente notificados nos sistemas de informação, mesmo porque não há divergência de dados entre os nossos boletins e o Boletim Regional, que é feito com dados oficiais. A impressão é que há uma demora para atualização dos sistemas no nível central. Já em relação aos casos de Covid-19 há várias questões envolvidas, como atualização dos sistema e-sus, fechamento adequado dos casos, mudança de sistema ao longo da pandemia, inclusive alguma duplicidade na nossa planilha local. Provavelmente a explicação para a divergência se dá por uma conjunção desses fatores”, disse por e-mail. Diferença de 5 mil casos em Rio Claro Em Rio Claro, a diferença de mortes registradas na cidade e no estado, no domingo, era de 15 a mais no boletim municipal. Mas o que realmente chama a atenção é a diferença no número de casos: 5.059. Enquanto o boletim municipal registrava 15.704, o Seade divulgava apenas 10.645. A Prefeitura de Rio Claro afirmou que a diferença se dá pois os números são fornecidos diariamente em tempo real e os serviços são responsáveis por inserir essas notificações no sistema do e-SUS. O que diz a Secretaria Estadual de Saúde A Secretaria da Saúde disse que diferença constatada pela reportagem pode ocorrer porque a equipe da Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Estado da Saúde realiza um trabalho de qualificação dos dados extraídos destas plataformas, com unificação de registros, a fim de evitar duplicidades relacionadas a uma mesma pessoa nas bases de dados dos sistemas oficiais e que também pode estar relacionada à metodologia de análise. Não explicou, porém, porque em alguns casos esses procedimentos demoram mais tempo para serem resolvidas. Veja a nota completa: "O novo coronavírus é de notificação compulsória, portanto os municípios, responsáveis pela vigilância e investigações dos casos, obrigatoriamente devem notificar nos sistema oficiais do Ministério da Saúde (E-SUS e SIVEP) todos os casos e óbitos. A diferença constatada pela reportagem pode ocorrer por que a equipe da Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Estado da Saúde realiza um trabalho de qualificação dos dados extraídos destas plataformas, com unificação de registros, a fim de evitar duplicidades relacionadas a uma mesma pessoa nas bases de dados dos sistemas oficiais. A distinção também pode estar relacionada à metodologia de análise. O Governo do Estado de São Paulo divulga integralmente e com total transparência os dados de casos, óbitos, ocupação de leitos e demais indicadores relacionados à pandemia de COVID-19, com as respectivas metodologias utilizadas, no site: https://www.seade.gov.br/coronavirus/." Diferença entre os registros de casos e mortes de Covid-19 nos municípios e no Seade Veja mais notícias da região no G1 São Carlos e Araraquara.